Menu
Buscarsábado, 13 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
18°C
unigran24
Dourados

Vereadores discutem suspensão do transporte escolar em bairro

09 fevereiro 2017 - 16h58

Vereadores de Dourados estão preocupados com o transporte público de estudantes que moram em sitiocas e bairros distantes do centro de Dourados. Pela proposta da Prefeitura as crianças terão de usar o transporte público coletivo comum e isso em horários de pico, de entrada e saída de trabalho, o que é um problema devido à superlotação.

As aulas começam no dia 13. Preocupados com a segurança das crianças os pais procuraram os vereadores. É que em muitos casos as crianças precisam descer do ônibus em pontos longe das escolas ou de suas moradias.

Sicredi

Nesta quarta-feira, dia 8, os vereadores Madson Valente (DEM), Alan Guedes (DEM), Pedro Pepa (DEM), Cirilo Ramão (PMDB), Sergio Nogueira (PSDB), Juarez de Oliveira Amigo de Todos (PMDB), Junior Rodrigues (PR) e ainda assessores dos vereadores Marçal Filho (PSDB) e Idenor Machado (PSDB) se reuniram com moradores do bairro Harrison de Figueiredo e da Sitioca Campo Belo para tratar do problema.

O vereador Madson explica que nas sitiocas e bairros distantes geralmente há escolas para o ensino até o 5º ano. Após, os estudantes são deslocados para escolas polos, que geralmente ficam distantes das suas moradias.

No ano passado a Prefeitura mantinha ônibus estudantil para atender essas crianças. Este ano já anunciou que cortará o transporte estudantil para este caso especifico, devendo os estudantes utilizar o transporte coletivo normal.

“Nós vereadores fomos verificar de perto o problema e nos comprometemos com os moradores a buscar uma solução na Prefeitura e desta forma continuar garantindo o direito de acesso a escola às nossas crianças”, diz Madson.

O vereador informou que a Câmara está agendando uma reunião com a Secretaria de Educação para tratar do assunto. “O transporte sempre foi garantido pelo município às crianças; é um direito delas e nós vereadores vamos lutar que continue sendo garantido”, ressalta.

Deixe seu Comentário

Leia Também