Menu
Buscarsábado, 13 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
Educação

Procura por engenheiros civil começa durante curso de graduação

12 março 2011 - 11h25Por Redação Douranews, com Assessoria
Construtoras procuram acadêmicos para estágio a partir do terceiro ano, o que resulta em contratação logo após a formação

Dedicar-se aos estudos é dever de todos os alunos. Entretanto, os acadêmicos de Engenharia Civil da UNIGRAN têm um motivo a mais para se esforçar durante a faculdade. De acordo com o coordenador do curso, Luiz Henrique Moreira de Carvalho, construtoras buscam acadêmicos para estagiar a partir do terceiro ano e, após a formação, eles já se tornam funcionários, desejo de todos os acadêmicos de graduação.

O coordenador afirma que as grandes empresas de engenharia procuram alunos para suprir a falta de profissionais no mercado. “Os centros, as grandes empresas de engenharia, já estão levando eles [os acadêmicos] para estágio de obra, porque é importante para não faltar profissional habilitado, que é o que acontece hoje, então eles já estão buscando na própria universidade”, diz o professor Luiz Henrique.

O engenheiro explica também as habilidades que o aluno deve desenvolver. “O aluno da engenharia tem que ter em primeiro lugar as competências das disciplinas exatas, ou seja, matemática, física e também a química, mas as relações sociais também são importantíssimas, o engenheiro executa a obra, tem que se integrar com todas as pessoas pertinentes ao serviço”, fala.

A acadêmica Priscila Rodrigues Silva escolheu o curso por gostar de matemática e tinha grande interesse na área de exatas. A abertura do curso da UNIGRAN possibilitou que ela escolhesse a engenharia. “Sempre quis fazer um curso na área de exatas e a engenharia é uma área muito boa, está muito grande o campo de trabalho agora”, explica Priscila sobre a escolha.

Pedro Zanchet Gomes, diz que desde criança tem interesse pela construção, espelhando-se no seu pai, que atua na área, porém as chances de trabalho para este profissional motivou a sua escolha. “Todo mundo sabe que está faltando engenheiros, então entrei no curso pensando nisso, com a possibilidade de sair da faculdade já empregado”, afirma.