Menu
Buscarsábado, 20 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
14°C
Educação

Perfil do Vice-reitor da UFGD e diretor do HU, Wedson Fernandes

22 março 2011 - 04h50Por Redação Douranews

Wedson Desidério Fernandes nasceu em General Salgado, no interior do estado de São Paulo em maio de 1958, mudou-se um ano depois para a cidade vizinha, Auriflama, onde passou a infância e adolescência, concluindo os primeiros passos na educação do então grupo escolar e ginásio estadual. No ano de 1975 mudou-se para Ribeirão Preto para concluir o colegial e, ao mesmo tempo, preparar-se para o vestibular. Desde esta época a escolha já estava feita: a graduação seria em Ciências Biológicas (1979) pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas e o mestrado em Ecologia (1985), na UNICAMP onde também concluiu a dissertação sobre uma importante praga de algodoeiros no Brasil “ECOLOGIA APLICADA DE PECTINOPHORA GOSSYPIELLA (SAUNDERS, 1943) (LEPIDOPTERA: GELECHIDAE)”.

Antes mesmo de concluir o mestrado, já havia sido aprovado em concurso seletivo para uma vaga de Professor auxiliar na UFMS, para o então Centro Universitário de Dourados, onde iniciou suas atividades em abril de 1984. Em janeiro de 1989, muda-se novamente para Campinas para a realização do doutorado em Ecologia, também pela Universidade Estadual de Campinas, que foi concluído em dezembro de 1994. O assunto da tese novamente era uma importante praga dos algodoeiros, dessa feita a espécie estudada foi o bicudo do algodoeiro.

A vida profissional do professor Wedson iniciou-se ainda no primeiro ano de graduação, trabalhou por dois anos como estagiário na prefeitura de Campinas como pesquisador de tráfego. Quando iniciou o terceiro ano da graduação em Ciências Biológicas prestou concurso para Professor da Rede Estadual de Ensino e foi aprovado em quarto lugar, iniciando, aos 18 anos de idade, uma carga de 25 aulas semanais, no período noturno, na escola Castinauta de Barros Mello e Albuquerque na periferia de Campinas. Lecionou a disciplina de Ciências para o ensino fundamental e essa foi a grande escola de sua vida. Aos 21 anos de idade, passou a lecionar várias disciplinas em duas faculdades privadas e um cursinho na cidade de Bragança Paulista. Em 1984, após o desenvolvimento dos estudos financiados pela CAPES sobre a lagarta rosada, foi aprovado em concurso para a UFMS em Dourados.

Autor de 36 artigos em periódicos especializados nacionais e internacionais, Wedson publicou ainda mais de 68 trabalhos em anais de eventos. Participou de vários eventos no Brasil. Organizou o XVII simpósio de mirmecologia. Orientou 15 dissertações de mestrado e co-orientou várias outras. Orientou ainda vários trabalhos de iniciação científica e 14 trabalhos de conclusão de curso na área de Ecologia. Participou de mais de 40 bancas de doutorado, mestrado e monografias de conclusão de curso. Entre 1997 e 2010 participou de quatro projetos de pesquisa. Atua na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Aplicada. Em suas atividades profissionais interagiu com 82 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos.

Foi chefe do Departamento de Ciências Exatas e Biológicas na UFMS durante o período de 1995 a 1998. A partir de 1999, assumiu a coordenação do projeto de criação do programa de mestrado de Entomologia e Conservação da Biodiversidade, que concluiu com sua implantação em 2001. Assumiu, então, a coordenação do programa permanecendo até fevereiro de 2005, quando passou a diretor pró-tempore do campus de Dourados na UFMS até dezembro de 2005, quando assumiu a coordenação local do grupo de implantação da Universidade Federal da Grande Dourados.

Casado com Vera Lúcia Cavichia Desidério, com quem tem três filhos (Bruno, Caio e Bianca), atualmente, além de exercer as funções de vice-reitor da UFGD, o professor Wedson é diretor-geral do Hospital Universitário (HU), mantido pela Universidade.