Menu
Buscarsexta, 24 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
19°C
cmd nao
Entretenimento

Praias de São Paulo são as que melhor 'cabem no bolso' para fechar o ano

26 dezembro 2016 - 11h16

Passar o período de Ano Novo pertinho da praia tem se mostrado um desejo muito comum entre os brasileiros e faltando poucos dias para o Réveillon, a maioria dos viajantes já tem os seus planos fechados para celebrar a chegada de 2017. De acordo com um levantamento realizado pela agência online de viagens Hotel Urbano, a cidade do Rio de Janeiro se destaca mais uma vez como o destino mais procurado por aqueles que planejam viajar na data. Outros tradicionais destinos do litoral brasileiro completam o pódio. A medalha de prata ficou com a badalada Florianópolis e o terceiro lugar com a paradisíaca Porto Seguro, na Bahia.

Completando a lista dos destinos que lideraram as buscas por pacotes de viagem e hospedagens relacionadas ao período de Ano Novo realizadas na plataforma Hotel Urbano, que conta com uma base de mais de 18 milhões de viajantes cadastrados, estão o Litoral Sul de São Paulo (Guarujá, Santos e São Vicente), a Região dos Lagos no Rio (Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo), Caldas Novas em Goiás (único destino que não é de praia entre os dez ), o Litoral Norte paulista (Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba), Aracaju, a Costa Verde do Rio (Paraty, Angra dos Reis e Mangaratiba) e a sempre procurada Fortaleza.

"Diferentemente do que acontece na maioria das vezes, o Réveillon deste ano cai em um final de semana, o que acabou prejudicando muitos viajantes que não conseguiram um folga no trabalho e portanto estão impedidos de fazer algum tipo de emenda para aproveitar a Ano Novo longe de casa", afirma Antônio Gomes, fundador e diretor comercial do Hotel Urbano. “Percebemos, no entanto, que o brasileiro não quer deixar de viajar no ano novo, mas está mais seletivo, buscando oportunidades de viagem que cabem no seu bolso e com possibilidade de parcelamento. Os destinos nacionais são a bola da vez para o Réveillon e também para 2017”.