Menu
Buscarsábado, 13 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
Esportes

Fluminense empata com Nacional e se complica na Libertadores

24 fevereiro 2011 - 11h18Por Redação Douranews, com R7 Esportes

Ainda não foi na noite desta quarta-feira (23) que o torcedor do Fluminense viu o time voltar a jogar bem. Previsível, o Tricolor apenas empatou por 0 a 0 com o Nacional (URU), no Engenhão, se complicando de vez na Copa Libertadores.

Embora tenha sido apenas a segunda rodada, o time das Laranjeiras já realizou duas partidas em casa e não venceu nenhuma, tendo empatado ambas. Com isso, tem apenas dois pontos e, dos quatro jogos que restam, fará três fora do Brasil.

A começar pela próxima quarta-feira (2), quando enfrentará, na Cidade do México, o America-MEX, na altitude de 2.235m. Os mexicanos, que jogam nesta quinta-feira (24) na Argentina contra o Argentinos Jrs, lideram o Grupo 3 com três pontos.

Que foram obtidos na estreia vitoriosa diante do Nacional, que está atrás do Flu na classificação, com somente um ponto. No entanto, os uruguaios têm como desculpa o fato de terem atuado duas vezes fora de casa. Os dois melhores de cada chave avançam de fase.

Nesta noite, os quatro minutos iniciais deram a impressão de que o primeiro tempo seria bom. Logo a 1min, o Nacional armou perigoso contra-ataque, que só não foi perfeito porque Fornaroli não alcançou cruzamento rasteiro de Vigneri. Três minutos depois, Rafael Moura, de cabeça, quase marcou para o Flu.

No entanto, as emoções da etapa inicial pararam por aí. Com três zagueiros e dois volantes, o Fluminense até teve a posse de bola, mas careceu de criatividade para furar a retranca uruguaia.

O time abusou dos passes laterais e para trás. Conca, muito marcado, pouco produziu. O Nacional, mesmo com três atacantes, mal saiu de seu campo e, em determinados momentos, utilizou o rodízio de faltas para impedir que o Tricolor se aproximasse.

Apesar da falta de objetividade da equipe, o técnico Muricy Ramalho não mexeu no intervalo. Aos 6min do segundo tempo, Rafael Moura bateu de primeira e a bola tocou no braço de Piriz na área. O árbitro não deu pênalti, desesperando o atacante tricolor.

Contudo, mais desesperada ainda estava a torcida pó-de-arroz, que passou a pedir a entrada de Tartá. Muricy atendeu aos gritos e colocou o jovem em campo aos 15min, na vaga de Valencia.

O Flu tentou abrir o jogo pelas pontas, mas enquanto Mariano se esforçou pela direita, Carlinhos errou quase tudo o que tentou pela esquerda. Aos 25min, Garcia aproveitou bobeada da zaga tricolor, driblou Berna e, com o gol vazio, mandou para fora, perdendo a melhor oportunidade da partida para os visitantes.

No fim, com Araújo e Souza em campo, o Fluminense pressionou, mas as jogadas se limitaram a cruzamentos na grande área, facilmente neutralizados pela defesa do Nacional.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 0 NACIONAL (URU)

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de fevereiro de 2011 (quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Auxiliares: Nicolás Yegros e Milcíades Saldívar (ambos do PAR)
Cartões amarelos: Conca, Rafael Moura, Leandro Euzébio (F); Fornaroli, Cabrera, Piriz, Garcia (N)
Gols:

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Gum, Digão (Araújo) e Leandro Euzébio; Mariano, Valência (Tartá), Diguinho, Marquinho (Souza), Conca e Carlinhos; Rafael Moura
Técnico: Muricy Ramalho

NACIONAL: Leonardo Burián; Gabriel Marques, Alejandro Lembo, Sebastián Coates e Christian Nuñez; Mauricio Pereyra, Fucundo Piriz e Matías Cabrera (Calzada); Tabaré Viudez (Cordoba), Bruno Fornaroli (Garcia) e Nicolás Vigneri
Técnico: Juan Ramón Carrasco