Menu
Buscarquinta, 18 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
20°C
Esportes

Naviraiense perde por 1 x 0 e se despede da Copa do Brasil

24 fevereiro 2011 - 12h38Por Redação Douranews, com MS Record

Não foi de goleada, mas o Naviraiense se despede da Copa do Brasil. O jogo que aconteceu na noite desta quarta-feira (23), no Estádio Bruno Daniel na Casa do adversário, colocou o Santo André na segunda fase da Copa do Brasil. O gol de pênalti de Adriano Louzada não devolveu à torcida a confiança no time, mas foi suficiente para que avançasse à primeira casa no torneio nacional. Agora, o Ramalhão aguarda o vencedor de Sport e Sampaio Corrêa.

Para justificar a presença, o Naviraiense ameaçou uma vez com Adaílton, mas Neneca defendeu. Temporariamente, foi só por parte dos visitantes.

O Santo André, que estreou o técnico Sandro Gaúcho, foi a campo no esquema 3-5-2, com Marcelo Godri, Anderson e Vitor Hugo protegendo a zaga, Magno ligeiramente mais recuado e os demais jogadores com disposição ofensiva, desde os alas Iran e Valmir, passando pelos meias Edilson e Allan, até os atacantes Adriano Louzada e Rychely.

O domínio andreense foi absoluto e o time definia a hora de atacar ou apenas tocar a bola de lado. O time sul-matogrossense, por sua vez, se restringia a defender e os atacantes Nelson Júnior e Fagner não tocavam na bola.

Apesar da pouca torcida, quem compareceu ao Bruno Daniel viu o Ramalhão começar o jogo com tudo. Tanto que, com dez minutos, já havia criado três boas chances em cobrança de falta de Allan, que Eder pôs a escanteio, em cabeçada de Adriano Louzada sobre o gol e em finalização de Rychely, que parou no goleiro.

O ritmo de jogo sofreu queda drástica até os 25 minutos, com muitos erros de passes e pouca criatividade. Mas, aos 28, o meia Edílson criou boa chance: carregou da intermediária até a entrada da área, passou por dois adversários e chutou para defesa de Eder.

A melhor chance do Santo André veio aos 32. Valmir fez bela jogada pela esquerda e cruzou para Allan finalizar - a zaga tirou em cima da linha.

Na base da pressão o Ramalhão abriu o placar. Aos 39, Rychely sofreu pênalti. No minuto seguinte, Adriano Louzada cobrou e fez 1 a 0.

Na segunda etapa, o panorama foi o mesmo: ataque andreense contra defesa sul-mato-grossense. Aos dez, Vitor Hugo quase ampliou, mas acertou a rede pelo lado de fora. Pouco depois, Borebi e Altair Silva tentaram em cabeçadas, ambas defendidas por Eder.

As condições físicas das equipes davam o tom do jogo. De um lado, o Naviraiense acabado. Do outro, o Santo André valorizando a bola. Aos 23, outra chance: Iran invadiu a área e soltou a bomba, mas por cima da meta.

As coisas poderiam ter complicado ao Ramalhão quando Valmir foi expulso, aos 28. O Naviraiense esboçou reação em chute de Adriano Chuva que Neneca pôs a escanteio. Mas foi só.