Menu
Buscarsegunda, 22 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
33°C
Esportes

Palmeiras bate São Bernardo e festeja "novo chiqueiro"

13 março 2011 - 12h25Por Redação Douranews, com Gazeta Press

Ao menos pela partida deste sábado à noite, o novo palco para as "festas no chiqueiro" está aprovado pela torcida do Palmeiras. O time alviverde mandou o jogo contra o São Bernardo no Estádio do Canindé e garantiu um resultado positivo: 2 a 0, com gols de Danilo e Patrik.

O triunfo deixa o Palmeiras com 28 pontos ganhos em 13 rodadas do Campeonato Paulista e tranquilo para o próximo compromisso. Na quarta-feira que vem, a equipe volta as atenções para a segunda fase da Copa do Brasil, quando enfrenta o Uberaba, na casa do adversário.

Vitória em 45 minutos

Neste sábado, o time foi a campo com duas alterações em relação à última partida: saíram Tinga e Luan para a entrada de Patrik e Vinícius. A intenção de Luiz Felipe Scolari era se Patrik renderia, como titular, o mesmo do que nas vezes em que entrou nas etapas finais.

Funcionou. Ainda que a equipe tenha encarado um fraco adversário e não tenha feito uma exibição de gala, o jovem armardor se destacou na criação de jogadas, ao lado de um Valdívia não muito inspirado, e apareceu com perigo até mesmo diante do goleiro Marcelo Pitol.

O primeiro gol da partida saiu em jogada iniciada por Cicinho. O lateral direito arrancou em velocidade e foi puxado pela camisa, no bico direito da área. Marcos Assunção cobrou falta na segunda trave para Danilo desviar de cabeça para inaugurar o placar, aos 23 minutos.

O segundo começou também na ponta direita, mas com Vinícius, que recuperou bola praticamente perdida, passou pela marcação e cruzou para trás, na área, aos 31 minutos. Patrik, na altura da marca do pênalti, completou para o fundo da rede e aumentou a vantagem.

Queda no segundo tempo

No intervalo, a comissão técnica resolveu sacar Valdívia, que deixou o gramado mancando, aparentemente com dores na coxa esquerda, a mesma em que apresentava uma fibrose que recentemente o tirou dos campos por cinco meses. Em seu lugar, entrou o volante Tinga.

O amplo domínio do Palmeiras não se repetiu no segundo tempo. O técnico Estevam Soares abdicou do terceiro zagueiro, tirando Amarildo e promovendo a entrada do atacante Raul, e o São Bernardo então passou a chegar seguidas vezes, com perigo, próximo à meta de Deola.

Para alívio de Felipão e da torcida alviverde, que continuou fazendo festa no Canindé, o Palmeiras, embora não tenha mais assustado o goleiro Marcelo Pitol até o apito final do árbitro, conseguiu segurar o resultado positivo em "casa" diante da falha pontaria do time do ABC.