Menu
Buscarterça, 21 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
16°C
Esportes

Palmeiras tem oito na seleção do Brasileirão, Gabriel Jesus é o craque

13 dezembro 2016 - 12h00Por SporTV

O campeão Palmeiras dominou a premiação do Craque do Brasileirão nesta segunda-feira. Foram sete jogadores, além do técnico Cuca, na equipe ideal da competição. O atacante Gabriel Jesus também foi o escolhido o craque do Brasileirão. O Craque da Galera foi o goleiro Danilo, da Chapecoense. Após o acidente aéreo, começou uma campanha na internet para elegê-lo. A mãe do arqueiro, dona Ilaídes, recebeu o troféu e foi aplaudida de pé por todos os presentes.

A seleção do campeonato teve na defesa o goleiro Jaílson (Palmeiras), o lateral-direito Jean (Palmeiras), os zagueiros Geromel (Grêmio) e Mina (Palmeiras), além do lateral-esquerdo Jorge (Flamengo). O jogador rubro-negro brincou com o atacante Gabriel Jesus, como um dos que mais "perturbam" os defensores.

O meio de campo teve mais três do Palmeiras: Tchê Tchê e Moisés foram os melhores volantes. Dudu foi o melhor meia canhoto, enquanto Diego, do Flamengo, foi o melhor meia destro. Os atacantes foram Gabriel Jesus, também do Alviverde, e Robinho, do Atlético-MG. O jovem do Palmeiras comentou como o atleticano foi importante na sua infância.

Cuca foi o melhor técnico do Brasileirão. O técnico do Palmeiras tentou ir à premiação, mas não conseguiu pousar no Rio de Janeiro, por causa da forte chuva na cidade. Os artilheiros foram Diego Souza (Sport), Fred (Atlético-MG) e William Pottker (Ponte Preta). Apenas o atacante da Macaca esteve na cerimônia e agradeceu aos amigos e familiares pelo prêmio.

A revelação do campeonato foi o meia Vitor Bueno, do Santos, que destacou a importância do técnico Dorival Júnior.

O técnico revelação foi Jair Ventura, que levou o Botafogo à quinta posição, com direito a uma vaga na Libertadores.

O gol mais bonito foi de Zé Roberto, do Palmeiras, diante do Santa Cruz, no Arruda. O lateral do Alviverde brincou com a sua idade e comentou a jogada.

O Flamengo ficou com o prêmio de Fair Play, para a equipe com o jogo mais limpo. O meia Diego recebeu o troféu, em nome da equipe e afirmou que o futebol brasileiro ainda precisa melhorar nesse aspecto. O melhor trio de arbitragem foi Raphael Claus, Rogério Zanardo e Marcelo van Gasse.

A premiação teve ainda uma homenagem ao técnico Rogério Micale, comandante da seleção olímpica que conquistou a primeira medalha de ouro para o Brasil no futebol. O treinador foi presenteado com uma medalha. E lembrou que o início da caminhada do título foi conturbado, com dois empates, contra Iraque e Dinamarca.

Também recebeu o troféu o vencedor do primeiro e-Brasileirão, Guilherme Fonseca Agostini, representante do Santos na competição.