Menu
Buscarsegunda, 15 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
10°C
unigran24
Esportes

Sete de Dourados enfrenta River pela Copa do Brasil

08 fevereiro 2017 - 13h08Por Rogério Vidmantas

A temporada 2017 é cheia de novidades para o Sete de Dourados e nesta quarta-feira (8), às 20h30, estreia em mais uma competição. No Estádio Douradão, contra o River-PI, considerado o jogo do ano, o atual campeão estadual joga pela primeira vez a Copa do Brasil, a competição mais democrática do país com equipes de todos os Estados. Em novo formato, a primeira fase agora é disputada em jogo único e apenas a vitória coloca o Sete na segunda fase, o que garante cota de aproximadamente R$ 250 mil, valor fundamental para a saúde financeira do clube no ano.

A obrigatoriedade da vitória é explicada pelo novo regulamento do torneio. Disputada em apenas uma partida, em vez dos tradicionais dois jogos que só voltam na terceira fase, o mando da equipe pior colocada no Ranking de Clubes da CBF, no caso o Sete. Porém, o River, melhor colocado, tem a vantagem de se classificar com um empate.

Sicredi

Para buscar a vaga, o Sete precisa fazer o que ainda não fez no ano. Apesar do desempenho ter melhorado jogo a jogo, o time douradense empatou em 1 a 1 com o Ceilândia-DF pela Copa Verde e com o Naviraiense pelo Campeonato Estadual. No fim dos dois jogos recebeu o apoio do torcedor que reconheceu o crescimento, mas contra o River vai precisar de mais, afinal o adversário vem de duas vitórias pela Copa do Nordeste e um empate pelo Estadual.

Dúvidas dos dois lados

Para montar o time, o técnico Mauro Marino precisa resolver alguns problemas, principalmente no meio campo. Sem os volantes Neto, no Departamento Médico, e Gauchinho, ainda aguardando a regularização junto à CBF, o técnico deve mexer na estrutura do time que vinha jogando. Pavão deve ser recuado, abrindo vaga no meio avançado junto com Gustavo. Jô, deslocado da lateral esquerda, e Thiaguinho são algumas das opções. No ataque, Léo Souza e Pablo disputam lugar ao lado de Jéferson. As novidades ficam no banco com a regularização do zagueiro Binha e do atacante Mitu, relacionados para o jogo.

No River a situação não é diferente. A sequência de jogos faz com que o técnico Waldemar Lemos mantenha em segredo a escalação do time. A delegação, com 18 jogadores, chegou em Dourados a tempo dos atletas fazerem um trabalho de reconhecimento no gramado do Douradão, mas a formação do time, segundo o treinador, depende da avaliação médica em cada um dos que enfrentaram o Sampaio Côrrea-MA no último sábado. Rodrigo Tiui, ex-Santos e Fluminense e principal destaque do time, deve jogar. Apoio

Se em campo o time está pronto, fora dele os jogadores esperam contar com apoio do torcedor. O clube fez campanha para que o torcedor comprasse os ingressos antecipadamente e a procura surpreendeu. A expectativa é que boa parte dos 7.900 lugares disponíveis estejam ocupados para empurrar o time. Nesta quarta, a venda antecipada segue, mas com valores diferentes. Os torcedores que forem nas arquibancadas pagam R$ 15 enquanto os que preferem as cadeiras cobertas pagam R$ 30.