Menu
Buscarsegunda, 27 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
13°C
Futebol

Tite diz que resultado foi o menos importante no amistoso

26 janeiro 2017 - 10h57

O Brasil venceu a Colômbia por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (25) e manteve 100% de aproveitamento sob o comando de Tite. Mas, para o técnico, o resultado no Engenhão ficou em segundo plano. Após a partida, o treinador exaltou a importância do amistoso como homenagem à Chapecoense e às vítimas da tragédia em novembro do ano passado, quando o avião do clube catarinense caiu a caminho de Medellín para a disputa da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

“O parabéns é ao ato de grandeza, o resultado é o que menos interessa. Eu, enquanto ser humano, não gostaria que uma equipe vencesse. A gratidão se estende ao povo colombiano, ao povo brasileiro, à Chapecoense, aos clubes, à saúde dos atletas que tentamos não prejudicar. O que menos me interessa, palavra de honra, é o resultado. É a lealdade da partida que teve uma dimensão muito mais humana do que competitiva”, disse o brasileiro, que teve a companhia de José Pekerman, técnico argentino que comanda a Colômbia, na entrevista coletiva.

Porém, aqueles jogadores que tiveram a primeira oportunidade ou que raramente vestem a camisa da Seleção, já que "estrangeiros" sempre predominam nas listas, podem ficar tranquilos. Apesar do caráter humano do jogo, eles serão avaliados por Tite, que teceu elogios a vários deles, individualmente, e admitiu ter um leque maior para as próximas convocações. “O grupo não está fechado. Sei que o momento de cada atleta é importante e não vou deixar de acompanhar, esteja na China, na Europa ou no Brasil. Eles me deram informações importantes sim. A primeira oportunidade é sempre diferente, e colocaram dúvidas. Dúvidas boas.

Cambistas à vontade, vendedores ambulantes e provocações de torcidas rivais. A partida em prol das vítimas do trágico voo da Chapecoense afastou o caráter de amistoso beneficente da partida no Rio de Janeiro. Na reabertura do remodelado Engenhão, que recebeu 18.695 pagantes, com renda de R$ 1.219.675,00, o jogo beneficente ficou um pouco de lado assim que William Arão tocou na bola. Ex-jogador do Botafogo, que ainda move ação na Justiça contra o atleta do Flamengo, foi vaiado e xingado pelos botafoguenses, mas teve a defesa dos rubro-negros.

Tite voltará a convocar a Seleção, sem restrições, no início de março para os jogos dos dias 23 e 28 desse mês, contra Uruguai e Paraguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Com informações do Globoesporte