Menu
Buscarquinta, 13 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
32°C
Thaiza Megda Ortiz

Tosse e engasgos frequentes em idosos pode ser sintoma de Disfagia

20 março 2022 - 20h48Por Redação Douranews

Dificuldade para engolir, engasgos, tosse durante as refeições são sintomas que não ganham muita atenção no dia a dia do idoso. Mas deveria. De acordo com a Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (Braspen), cerca de 45% das pessoas idosas que passam por consultas nos postos de saúde, apresentam dificuldade para engolir.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), 60% dos idosos no mundo todo apresentam a disfunção, conhecida como Disfagia.

Sintomas simples, consequências graves

O nome é complicado e os sintomas, de tão corriqueiros, passam despercebidos e acabam desenvolvendo consequências graves. Os idosos que apresentam Disfagia podem desenvolver sérios problemas respiratórios e, pela frequência dos engasgos e o desconforto, acabam evitando se alimentar, o que pode acarretar em desnutrição.

A dificuldade de deglutição pode estar relacionada ao mal funcionamento da orofaringe e esôfago. Os pacientes que sentem dificuldade para engolir relatam a sensação de que o alimento arranha a garganta, que a comida ou bebida ficam presos na passagem, chegando a machucar ao insistir para engolir. É comum também a sensação de sufocamento ou de que o alimento sobe pelo nariz (azia). Pessoas que sofreram algum trauma na boca ou na garganta também podem apresentar Disfagia.

Alta incidência

No Dia Mundial de Atenção da Disfagia, celebrado em 20 de março, a OMS alerta que entre 52% e 82% dos pacientes com doenças degenerativas apresentam dificuldade ao engolir. A Disfagia atinge 60% dos idosos, mas 75% dos casos não são diagnosticados.

A estimativa é de que oito em cada 10 pessoas com doença de Parkinson e dois terços dos pacientes com Alzheimer podem desenvolver a enfermidade.

A atenção aos sintomas pode evitar que o paciente evolua para a necessidade de broncoaspiração. E não é só quando está comendo que os sintomas aparecem. Muitas vezes, em meio às atividades rotineiras, a pessoa engasga, tem acesos de tosses inexplicáveis. Se isso ocorre com frequência é importante procurar o médico para avaliar.

Sintomas comuns da Disfagia:

•          Tosse ou engasgo;

•          Excesso de salivação;

•          Problemas na fala;

•          Dor ou impossibilidade de engolir;

•          Regurgitação;

•          Azia frequente.

Além de procurar com urgência a orientação médica, alguns cuidados ajudam a evitar as complicações. Na alimentação de pessoas com sintomas de Disfagia, até a postura à mesa é importante. O ideal é sentar-se corretamente, com leve inclinação da cabeça e evitar deitar-se logo após as refeições.

Dar preferência a alimentos macios, evitar alimentos secos, dar mordidas menores, além de fazer as refeições em local tranquilo, sem distrações são outras orientações aos pacientes com Disfagia.

* É médica geriatra