Menu
Buscarsegunda, 22 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
33°C
Opinião

Ufa! Dourados pode respirar aliviada, quase todos Uraganos cassados!

22 março 2011 - 13h43Por Ivo Campos

Até que enfim, para o alívio da sociedade douradense, a cassação dos vereadores envolvidos nas operações Owari e Uragano não acabou em pizza. A Câmara de vereadores cumpriu o seu papel. Para a sociedade, não importa se a cassação desses ou daqueles vereadores tinha o interesse de efetivar esse ou aquele suplente. O importante é que essa Casa de Leis cumpriu o seu papel, ao tirar de cena políticos que se elegeram para defender seus próprios interesses, jamais o interesse da sociedade douradense.

Teremos eleições em 2012, oxalá que o judiciário impeça que os envolvidos em escândalos de corrupção fiquem pelo menos 08 anos no breu das cobras. O eleitor precisa entender que não devemos votar em quem não merece o respeito da população. Política é para quem tem berço. Já dizia meu avô: “quem pega um tostão, pega um milhão”. No caso de Dourados, ficou muito claro que o grupo que ocupou o poder sobre o comando do Sr. Artuzi queria tomá-lo em assalto. Foram com tanta sede rumo ao pote que não imaginaram que poderiam cair em armadilhas, tanto as do ex-prefeito, para chantagear seus apoiadores na Câmara, como nas arapucas armadas posteriormente pelo jornalista e na ocasião Secretário de Governo, o Sr. Eleandro Passaia.

Ufa! Dourados pode respirar aliviada, não importa se vamos correr riscos com os suplentes recém efetivados no Legislativo Municipal. Porém, a sociedade deve continuar atenta, pois ainda falta muito tempo para os ex-suplentes continuarem no poder e é preciso muita atenção com o pleito municipal no próximo ano. Afinal, não basta apenas se posarem de mocinhos, essa Câmara tem que mostrar pra quê veio e para onde pretende ir, apresentar e discutir projetos que contribuam realmente com as mudanças que a cidade tanto necessita e não ficar dizendo “amém” a tudo que é encaminhado pelo Executivo.

Assim sendo, se esses atuais vereadores estiverem correspondendo às expectativas, cabe a sociedade julgar e se achar por bem reconduzir aqueles que estiverem correspondendo aos interesses da população. Caso contrário a sociedade terá outras opções. Claro que não vão ser poucas.

Dourados, uma cidade com aproximadamente 200 mil habitantes, não pode ficar a mercê de políticos e apoiadores corruptos. Para se construir umas cidades com perspectivas de futuro têm que votar em cidadãos (ãs) que tenham compromisso com o bem-estar do povo, tendo em vista que Dourados é uma das cidades mais promissoras do Estado do Mato Grosso do Sul.

A sociedade douradense sabe que na Câmara de Vereadores ainda ficaram personas não gratas. Que a Câmara de Vereadores e o Ministério Público continuem apurando os fatos.

O autor é professor da Rede Municipal de Educação – [email protected]