Menu
Buscarquinta, 23 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
33°C
cmd nao
Polícia

Ex-governador do Rio é preso por associação criminosa

16 novembro 2016 - 17h40

A Justiça Eleitoral de Campos dos Goytacazes apontou compra de voto, associação criminosa e coação como motivos para pedir a prisão do ex-governador do Rio Anthony Garotinho. A decisão foi assinada pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira. Além disso, Garotinho é citado como o "protagonista" das práticas criminosas entre os outros indiciados na decisão. Ele exerceria inclusive uma dominação sobre o parlamento municipal de Campos, onde é secretário de governo municipal.

O secretário de Governo de Campos foi preso por volta das 10h30 desta quarta-feira (16), no Flamengo, Zona Sul do Rio, por agentes da Polícia Federal. O advogado de Garotinho, Fernando Augusto Fernandes, afirmou que o decreto de prisão da 100ª Vara Eleitoral de Campos vem na sequência de uma série de prisões ilegais.

"Se vislumbra o protagonismo e comando exercidos pelo réu na cadeia da associação criminosas com outros indiciados e/ou denunciados, sendo extreme de dúvidas sua dominação inclusive sobre o parlamento municipal, através de sua ascendência sobre os parlamentares", diz a decisão.

"O réu e seus comparsas ordenaram a supressão de documentos públicos, inclusive arquivos de computador, referentes ao programa assistencialista do município denominado Cheque Cidadão, sendo certo que tais documentos e arquivos consubstanciavam prova da fraude", acrescenta o despacho do juiz Glaucenir, conforme transcreve o portal G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também