Menu
Buscarterça, 21 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
31°C
Polícia

Ex-reitor da UFMS é condenado por usar dinheiro público para se promover

21 janeiro 2017 - 11h52

A Justiça condenou o ex-reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Manoel Catarino Peró a devolver R$ 34.333,44, dinheiro que usou, no comando da instituição, para a impressão de uma cartilha para autopromoção, intitulada “Oito anos que mudaram minha vida”. O material tinha o pretexto de “informar” sobre a gestão realizada pelo ex-reitor, no período 2000 a 2008.

A decisão judicial atende pedido do MPF (Ministério Público Federal (MPF), que entendeu que o material servia como autopromoção, além de configurar como ato de improbidade. Em 2009, o MPF ajuizou ação contra o ex-reitor após acesso à cartilha. Ao todo, foram impressos dois mil exemplares, que custaram aos cofres públicos R$ 14,700. Conforme o órgão, a imagem do ex-reitor foi utilizada 49 vezes, com vários depoimentos de servidores elogiando Peró.

Alguns dos depoimentos encontrados na cartilha foram “Trabalhar com Manoel Peró é um constante exercício de criatividade” e “Conheci na pessoa do professor Manoel Peró, um exemplo de obstinação tenaz, na busca de melhorias para todos os quadrantes desta Instituição”.

“O réu, de forma voluntária, consciente e sem justificativa razoável, isto é, com dolo ou má-fé, desviou-se do dever constitucional de observância do princípio da impessoalidade”, diz trecho da decisão do MPF. Não cabe mais recurso.

Deixe seu Comentário

Leia Também