Menu
Buscarsegunda, 22 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
31°C
Polícia

PF prende no Paraguai traficante que atuava no Sul do Brasil

25 fevereiro 2011 - 22h24Por Redação Douranews, com UOL

A Polícia Federal de Santa Catarina apresentou nesta sexta-feira (25) um traficante internacional preso durante operação conjunta com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai. Júlio César Wiese, natural de Ituporanga (SC), era procurado há 16 anos, após três condenações por remessas de drogas ao Brasil.

Segundo a PF, Wiese era o último integrante ainda foragido de um grupo que encaminhava cerca de 500 kg de cocaína por mês do Paraguai para a base no Vale do Itajaí. A droga era comercializada para Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

A polícia também suspeita de que a droga chegava a Curitiba e São Paulo, repassadas por outras quadrilhas, e à Europa pelo porto de Montevidéu, no Uruguai.

A prisão aconteceu em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que fica na fronteira com o Brasil. Wiese foi localizado quando a Polícia Federal procurava outro traficante foragido, Pedro Paulo Junco, o Inhá. Segundo os agentes, eles foram presos em uma casa que pertence a um renomado advogado do país vizinho.

Os dois foram expulsos do Paraguai, levados à sede da PF em Ponta Porã (MS) e chegaram à Itajaí (SC) na madrugada desta sexta.

Em 1995, Wiese foi condenado a quatro anos de cadeia por arremassar 35 kg de cocaína utilizando aviões de pequeno porte, em Ituporanga. Quatro anos depois, em liberdade condicional, foi condenado a mais 11 anos de reclusão após apreensão de 250 kg da droga, em Bom Retiro (SC). Já em 2005, teve prisão preventiva decretada após lançar, também por via aérea, 60 kg de cocaína pura em São Cristóvão do Sul (SC).

Outros dois homens pertencentes à quadrilha foram presos no Paraguai o gaúcho Irineu Soligo, vulgo Pingo, capturado em julho do ano passado e extraditado para o Brasil depois de duas condenações que somavam 41 anos de prisão, e o sulmatogrossense Jarvis Ximenes Paixão, pego em dezembro de 2009, que também teve pedido de extradição feito também pelos Estados Unidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também