Menu
Buscarsegunda, 15 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
10°C
unigran24
Polícia

Bandidos morrem em troca de tiros com o DOF após fazerem família refém

07 janeiro 2017 - 11h49

Após troca de tiros com policiais do DOF no final da noite desta sexta-feira (6), Leandro Henrique Gomes Cardoso, de 21 anos, um dos suspeitos de ser responsável por assalto com reféns de uma família residente no Jardim Água, morreu no Hospital da Vida, juntamente com o comparsa ainda não identificado, também alvejado no confronto com policiais.

De acordo com o Departamento de Operações de Fronteira, Leandro, conhecido também como ‘Surubim’, reagiu a tiros à abordagem policial e trocou tiros com os agentes, na região do Jardim Água Boa, em Dourados. Outros dois envolvidos no assalto foram presos. Segundo o DOF, eles integravam quadrilha que veio de Goiás para agir nessa área.

Sicredi

Com apoio dos PMs que localizaram a casa onde ocorreu o crime, a Polícia entrou na casa e foi recebida com tiros. De acordo com a assessoria do DOF, ao revidarem, os agentes atingiram dois bandidos. Leandro foi um deles, mas ainda continuou atirando contra os agentes e foi ferido com dois disparos. Ele morreu ao dar entrada o Hospital da Vida.

Robson Barbosa Soares, de 22 anos e Carla Dorneles dos Santos, de 24 anos, já haviam sido presos em Laguna Carapã, e foram identificados também como integrantes da quadrilha goiana. Com a dupla, os policiais militares da cidade encontraram uma caminhonete Amarok, que havia sido roubada da família assaltada em Dourados.

Também foram apreendidos dois revólveres, .32 e .38, que estavam com os suspeitos abordados nas imediações do Jardim Canaã 3, em Dourados. Um segundo carro roubado, um Renault Fluence, foi visto passando pela fronteira com o quinto envolvido, que está foragido.

O caso

Toda essa ação resultou das investigações envolvendo um homem de 41 anos que foi vítima de assalto, com a família, incluindo a esposa de 40 anos e duas filhas, entre elas um bebê. Os assaltantes ficaram com a família por cerca de uma hora e meia.

O homem teve os braços amarrados com cadarços de sapatos. A esposa e a filha dele não foram imobilizadas, mas tiveram que permanecer de cabeça abaixada, enquanto o bebê dormia, segundo o relato policial.
Além da caminhonete Amarok, já recuperada e do Fluence placas NRP 4542, ainda não localizada, foram levados da residência três notebooks, uma bicicleta, três correntes de ouro, duas câmeras fotográficas, dois celulares, uma TV 40 polegadas, uma impressora e um monitor de 20 polegadas, conforme relato do homem na Polícia.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também