Menu
Buscarterça, 16 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
10°C
unigran24
inversão

Promotor pede indenização a ladrão morto durante roubo

Bandido foi morto por policial após render família em MT

11 julho 2024 - 08h54Por Redação Douranews

O MPE (Ministério Público Estadual) do Mato Grosso denunciou o tenente coronel Otoniel Gonçalvez Pinto pela morte de Luanderson Patrik Vitor de Lunas, e ainda solicitou que o integrante da Polícia Militar do Estado indenize a família da vítima. A representação é assinada pelo promotor Vinicius Gayva Martins, conforme publica o portal Leiaagora.

Na peça distribuída, Vinicius Gayva pede que o policial seja submetido a tribunal do júri. “Ante o exposto, o Ministério Público Estadual denuncia Otoniel Gonçalves Pinto como incurso no artigo 121, caput, do Código Penal, requerendo que, recebida e autuada esta inicial, seja ele citado para responder à acusação, prosseguindo o feito nos seus ulteriores atos, com regular instrução, pronúncia para, ao final, ser condenado pelo Tribunal do Júri Popular”, diz a denúncia.

Luanderson auxiliou um comparsa em um roubo na casa do tenente coronel, localizada no bairro Santa Marta em Cuiabá, em dezembro do ano passado. O episódio foi registrado na manhã do dia 28 de novembro de 2023.

Otonial entrava em casa após deixar os filhos na escola quando foi surpreendido por um criminoso armado. O ladrão rendeu o policial e ao adentrar na residência trancou a esposa e o sogro dele em um dos quartos da casa.

Após isso, pegou diversos objetos pessoais e de valor e obrigou o policial a auxiliar na fuga, fazendo com que ele abrisse o portão da casa. O criminoso deixou a casa e entrou em um veículo, onde Luanderson o esperava para fugir.

Otoniel pegou a arma funcional e foi atrás dos ladrões e atirou oito vezes contra o carro em que eles estavam. Um dos tiros atingiu a cabeça de Luanderson, que dirigia o veículo, que morreu há poucos metros da casa em que havia acabado de praticar o roubo.

Além de responder pela morte do criminoso, o Ministério Público pede que o policial seja condenado a indenizar a família dele, após sentença que deverá fixar um “valor mínimo para reparação dos danos causados pela infração, considerando os prejuízos sofridos pelo ofendido”, no caso o ladrão que invadiu a residência.

Ainda segundo as justificativas do promotor, o Ministério Público visa tornar certa a obrigação de indenizar, direito a ser reconhecido através da vindoura sentença penal condenatória, como efeito secundário da medida, e requer “seja arbitrado valor a título de reparação dos danos materiais e morais sofridos pela vítima e/ou familiares e difusos, uma vez que os crimes de sangue denigrem a paz social que deve vigorar nesta Comarca, ofendendo a toda família humana”, como concluiu o promotor na denúncia.

Sicredi

Deixe seu Comentário

Leia Também