Menu
Buscarsábado, 18 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
22°C
Política

Derrotado em referendo, primeiro-ministro da Itália renuncia

08 dezembro 2016 - 11h55

Após o adiamento por alguns dias, o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, entregou nesta quarta-feira (7) o pedido formal de renúncia ao presidente Sergio Mattarella. Os dois líderes se reuniram por cerca de 45 minutos na sede do governo italiano em Roma, como informação a agência Ansa.

Segundo o secretário-geral da Quirinale, Ugo Zampetti, as consultas da Presidência para a formação do novo governo italiano serão iniciadas nesta quinta-feira (8), a partir das 18 horas (15 de Brasília) como o primeiro passo formal de Mattarella para tentar formar um novo governo e não convocar eleições diretas rapidamente.

A renúncia

O primeiro-ministro decidiu renunciar depois de a população rejeitar, por um placar de 60% a 40%, a reforma constitucional proposta por ele no referendo do último domingo (4), quando Renzi apostou todo o seu capital político no projeto, que reduzia o tamanho do Senado e promovia uma série de mudanças na Constituição italiana.

Na segunda-feira (5), o premier reuniu seu gabinete no Palácio Chigi, também em Roma, e agradeceu a seus ministros "pela colaboração e pelo espírito de equipe demonstrado nesses anos de governo. Em seguida, como manda o protocolo, se dirigiu à Quirinale (residência oficial do presidente italiano) para entregar a carta de renúncia”, diz o texto da agência italiana.

Deixe seu Comentário

Leia Também