Menu
Buscarterça, 16 de julho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
10°C
unigran24
Saúde

CCZ intensifica ações e prepara novo Dia D de combate ao Aedes

23 novembro 2016 - 16h08

A Prefeitura de Dourados está intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zica vírus. Nesta sexta-feira (25), Dia Nacional de Combate ao Aedes, será realizado o Dia D, com ações durante todo o dia na Praça Antônio João.

As ações educativas e mecânicas dos agentes de endemias do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) estão intensificadas em vários bairros da cidade, principalmente em pontos estratégicos, propensos a acumular depósitos de água parada, como ferro-velho, borracharias, floriculturas, cemitérios, depósitos de sucatas, entre outros.

Sicredi

Durante o “Dia D”, sexta na Praça Antônio João, serão realizadas ações, com blitz educativa na área central da cidade, palestras, exposição das maquetes e panfletagem em escolas, indústrias, comércios do centro, no shopping, terminal de transbordo, rodoviária, com um ponto de apoio na Praça Antônio João. A ação terá apoio da Guarda Municipal, Polícia Militar e Núcleo Regional do Estado de Controle de Vetores e agentes comunitários de saúde. No sábado (26), será realizada uma ação no Jardim Água Boa. A concentração acontece na Escola Estadual Antônia da Silveira Capilé, a partir das 7 horas.

A coordenadora do CCZ, Rosana Alexandre da Silva, lembra que as ações têm o objetivo de sensibilizar e conscientizar a população sobre a importância do comprometimento de cada um ao manter limpos os imóveis para evitar depósitos para proliferação do mosquito Aedes aegypti, e demais vetores presentes no município.

“Estão intensificadas as visitas domiciliares nos bairros da cidade, e em pontos estratégicos, que são locais onde é possível uma grande concentração de depósitos que podem acumular água, facilitando a proliferação do mosquito”, disse. Durante estas visitas são realizadas inspeção do imóvel, orientação aos moradores, eliminação e tratamento (com larvicida) dos focos e possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. O imóvel em situação crítica, não atendendo as solicitações previstas na Lei Municipal 3965 de 11 de fevereiro de 2016, será notificado e estará sujeito a multa.