Menu
Buscardomingo, 16 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
23°C
unigran24
banner100
MONKEYPOX

Dourados registra primeiro caso de contaminação

Paciente com a varíola do macaco é um homem de 27 anos

12 agosto 2022 - 18h57Por Redação Douranews

A Prefeitura de Dourados confirmou, no final da tarde desta sexta-feira (12), um caso confirmado de homem contaminado com o Monkeypox (a varíola do macaco), cujo paciente encontra-se em isolamento, depois de ter adquirido a doença em viagem ao Paraguai, conforme relata a Vigilância Epidemiológica, o órgão municipal vinculado ao Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria municipal de Saúde, encarregado do monitoramento das doenças de notificação compulsória.

De acordo com o comunicado divulgado pelo Município, quatro relatos foram feitos para a infecção, um deles descartado, dois em investigação e o caso confirmado, já isolado e em situação de acompanhamento por parte das autoridades sanitárias locais pelos próximos 21 dias, conforme se recomenda nesses procedimentos.

“Não temos conhecimento de nenhum paciente de Dourados internado por essa doença até o momento. Todos os casos leves podem ficar isolados em casa e deverão ser monitorados por pelo menos 21 dias, a partir da data dos primeiros sintomas, ou até remissão completa da doença (desaparecimento das lesões). Os contatos dos casos confirmados também serão monitorados por 21 dias”, diz o comunicado.

Conforme o comunicado oficial, o caso que foi confirmado em Dourados “trata-se de um rapaz de 27 anos, com histórico de viagem para o Paraguai, que teve início dos sintomas no dia 27/07/2022, foi notificado e coletado exames no dia 01/08/2022, onde houve a confirmação no dia 12/08/2022. Todos os seus contatos estão sendo monitorados pela equipe de Vigilância Epidemiológica do Município e até o momento nenhum deles apresentou sintomas”.

O paciente está evoluindo bem e ficará isolado até involução completa da doença, segundo a nota. Os profissionais de saúde de toda a rede estão sendo orientados sobre as condutas necessárias diante de um caso suspeito. “Estamos replicando as informações contidas nos Informativos e Notas Técnicas do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde, com o trabalho contínuo do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) Dourados, integrado ao Núcleo de Vigilância Epidemiológica”.

A Secretaria municipal de Saúde orienta ainda a toda pessoa que apresentar sintomas (lesões nas mucosas, erupção cutânea, única ou múltiplas, principalmente em região oral, anal e/ou genital) para procurar a unidade de saúde mais próxima para consulta médica, diagnóstico, cuidados e orientações necessárias. Se for em dias e horários em que as unidades de Atenção Primária não estão atendendo, devem procurar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).