Menu
Buscarsexta, 21 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
20°C
unigran24
banner100
CUIDADOS

Estado tem mais de 490 mil doses contra Influenza

Saúde alerta para importância da população procurar imunizante

09 julho 2022 - 09h58Por Redação Douranews

Em um período de grande circulação viral, 490.286 doses de vacina contra Influenza continuam disponíveis pelo SUS (o Sistema Único de Saúde) nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. A informação é da coordenadora de Vigilância Epidemiológica e gerente técnica de Imunização da Secretaria estadual de Saúde, Ana Paula Rezende Goldfinger. O Ministério da Saúde entregou 1.068.980 doses para um público alvo de 1.048.221 indivíduos no Estado, mas apenas 578.694 foram aplicadas até o momento, como consequência da baixa procura da população.

Enquanto sobram vacinas, 93 pessoas morreram neste ano e 340 pessoas foram internadas por conta da doença em Mato Grosso do Sul, segundo a gerente de Influenza e doenças respiratórias da Secretaria no Estado, Lívia de Mello Almeida Maziero. “O grande risco é o óbito. Já neste ano 93 pessoas morreram em Mato Grosso do Sul em decorrência da Influenza e tivemos 340 casos graves, de pessoas que precisaram ser internadas por causa da doença. Este é um período sazonal de vírus respiratório”, analisa a técnica.

Durante dois anos predominou a circulação da Covid-19, mas, de acordo com Lívia de Mello, “agora temos também a Influenza e vários vírus respiratórios circulando. Como tem vacina para Covid-19 e Influenza, a forma de prevenção é essa, além do distanciamento social, uso de máscara e álcool”, disse.

Em Mato Grosso do Sul, a cobertura vacinal do grupo prioritário - composto por crianças, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas, indígenas, idosos (60 anos ou mais de idade entre os trabalhadores de saúde, indígenas e não indígenas) e professores - chegou a 56,7% com a aplicação de 404.292 doses em um universo de 783.242 pessoas. 

Já entre adolescentes, caminhoneiros, pessoas com comorbidades, integrantes das Forças Armadas e de Segurança e Salvamento, funcionário do Sistema de Privação de Liberdade, pessoas com deficiência permanente, detentos e trabalhadores de transporte e portuários o índice ficou em 25,9%.

Informação:

No fim de junho, a imunização foi aberta para todos os grupos a partir de seis meses em Campo Grande. A vacina disponível protege contra três dos vírus: H1N1, H2N3 e Influenza B.

Paulo Fernandes, Subcom