Menu
Buscarsábado, 15 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
unigran24
banner100
COVID

Vacina liberada nos postos

Douradense não precisa mais agendar para tomar as doses

20 abril 2022 - 08h05Por Redação Douranews

O Núcleo de Imunização da Secretaria municipal de Saúde tem reforçado a importância da vacina contra a Covid-19 em Dourados. Para estimular a população a completar o ciclo vacinal, a Secretaria optou por retirar a necessidade do agendamento, permitindo a todos que ainda não tomaram, ou precisam das demais doses, possam procurar as Unidades Básicas de Saúde.

“Inicialmente o agendamento foi uma forma de organizar a demanda, porém, temos observado uma queda na procura e para garantir a continuidade do ótimo resultado que tivemos até aqui, hoje temos 77% da população imunizada – com mais de uma dose, optamos por fazer essa mudança e retomar a demanda espontânea”, explicou o secretário-adjunto de Saúde, Edvan Marcelo Marques.

Completar o esquema vacinal é imprescindível para conter a pandemia. Ainda assim, muitas pessoas não estão voltando aos postos de vacinação para tomar os reforços. “Todos os públicos podem e devem buscar a vacina. Uma dose completa a outra: na primeira, o sistema imunológico é estimulado a criar anticorpos; na segunda, o organismo já está preparado para aquele patógeno e desenvolve anticorpos e células de memória melhores e mais duradouras”, pontua Marques.

Confira os intervalos entre as doses de cada vacina:

Segunda dose
Coronavac: 28 dias após a primeira dose
Pfizer: oito semanas após a primeira dose
AstraZeneca: 12 semanas após a primeira dose
Dose de reforço
Janssen: dois meses após a primeira dose
Coronavac: quatro meses após a segunda dose
Pfizer: quatro meses após a segunda dose
AstraZeneca: quatro meses após a segunda dose
Imunocomprometidos
Coronavac, Pfizer e AstraZeneca: dose adicional 28 dias após a segunda dose e reforço após 4 meses da Terceira dose
Jassen: segunda dose dois meses após a primeira dose e reforço quatro meses após a segunda dose.

Importante:

Infectados pelo coronavírus devem esperar 30 dias após o fim dos sintomas para tomar qualquer uma das doses da vacina.