Menu
Buscarquarta, 17 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
18°C
Brasil

Campanha do desarmamento deverá ser retomada, diz ministro

24 fevereiro 2011 - 18h35Por Redação Douranews, com Agência Brasil
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que vai retomar “com muito vigor” a política de desarmamento no país. A pesquisa Mapa da Violência 2011, divulgada hoje (24), apontou uma queda de 7% nas taxas de homicídio no país em 2003, ano em que entrou em vigor o Estatuto do Desarmamento.

“Parece evidente que a questão mais grave é a do armamento excessivo. Quando nós desenvolvemos políticas de desarmamento, o índice de violência cai. Uma população armada é uma população violenta. Precisamos dar sequência a essa política”, afirmou o ministro.

Segundo Cardozo, o ministério vai desenvolver campanhas e programas para incentivar o desarmamento da população. Ele afirmou que será um projeto conjunto entre todas as instâncias de governo e a sociedade.“Vamos discutir com o governo ações nessa área. Temos reuniões previstas com representantes da sociedade civil e esperamos retomar uma política ofensiva de desarmamento.”

Além das medidas de combate à violência armada, serão desenvolvidas ações contra o crime organizado, principalmente na fronteiras. “Para isso é necessário termos um plano de fronteiras que intensifique o combate ao crime organizado. Vamos, em conjunto com os estados de fronteira, criar gabinetes de gestão integrada.”

O ministro afirmou que a corrupção é um fator diretamente relacionado ao crescimento do crime organizado. Segundo ele, o crime organizado cresce, pois há permissividade do setor público. "Precisamos enfrentar isso. Recentemente houve operações da Polícia Federal no Rio de Janeiro e em Goiás que desmembraram organizações que tinham policiais envolvidos."

Deixe seu Comentário

Leia Também