Menu
Buscarquinta, 13 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
32°C
unigran24
banner100
Dourados

Blitz educativa no Centro abre campanha Agosto Sem Cinzas

Até o próximo domingo, GMA e Defesa Civil desenvolvem diversas ações de orientação à população

09 agosto 2022 - 08h15Por Assessoria

A Prefeitura de Dourados deu início nesta segunda-feira (8) à campanha Agosto Sem Cinzas. Na semana entre os dias 8 e 15 serão desenvolvidas diversas ações educativas promovidas pela Defesa Civil de Dourados e GMA (Guarda Municipal Ambiental), envolvendo ainda o Imam (Instituto de Meio Ambiente de Dourados), Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Guarda Mirim, Grupo Desbravadores Bandeirantes, Corpo de Bombeiros e Associação dos Bombeiros Civis.

No primeiro dia, a campanha aconteceu no centro de Dourados com blitz educativa na avenida Marcelino Pires, no quarteirão da Praça Antônio João. Os motoristas foram orientados sobre os perigos das queimadas e o motivo de se evitar essa prática, inclusive de pequenas proporções no fundo dos quintais. “Essas queimadas em residências, além de ajudarem na piora da qualidade do ar, podem fugir do controle colocando em risco os próprios moradores e os vizinhos”, explica Claudia Ortega, diretora ambiental da GMA. Junto com a blitz, o Imam distribuiu mudas para as pessoas que passavam pela praça.

Entre essa terça (9) e a sexta-feira (12), agentes da GMA e da Defesa Civil fazem palestras em escolas municipais. Na quinta-feira (11), se deslocam para o distrito de Itahum para ação educativa. No sábado (12), a ação aconteceu no Shopping Avenida Center, em parceria com o Grupo Desbravadores Bandeirantes. No domingo (13), para fechar a campanha, agentes da GMA, Defesa Civil e Imam estarão na Feira Livre de Dourados.

A campanha ganha importância nesta época do ano devido ao longo período de estiagem – em Dourados voltou a chover neste fim de semana após quase dois meses. “A vegetação está muito seca e temos ocorrências de incêndios próximos às estradas e a fumaça compromete a visibilidade dos motoristas, aumentando a possibilidade de acidentes graves. Mas, além disso, prejudica a fauna, a flora, diminui a fertilidade do solo, além do comprometimento da qualidade do ar”, completa.

Deixe seu Comentário

Leia Também