Menu
Buscarsábado, 15 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
25°C
unigran24
banner100
ROBÓTICA

Prefeitura contesta 'Folha'

Em nota, Município diz que valor de kits 'está totalmente errado'

13 abril 2022 - 15h09Por Redação Douranews

A Prefeitura de Dourados disse nesta quarta-feira (13), sob o formato de ‘Nota de Esclarecimento’, que “está completamente errado” o valor divulgado em reportagem do jornal ‘Folha de S. Paulo’ em reportagem referente a compra de Kits de Robótica para a Reme (Rede Municipal de Ensino). Ao invés de R$ 17 milhões, como foi publicado pela ‘Folha’, a administração municipal informa que o valor correto do contrato é de R$ 8.753 milhões.

A reportagem da Folha entrou em contato com a Prefeitura na segunda-feira (11) solicitando informações a respeito da aquisição, porém não perguntou valores e nem pediu documentos. O município apresentou documentos e pediu a imediata correção dos dados. A reportagem trouxe corretamente a informação de que Dourados não recebeu recursos federais para a compra dos Kits. “O município utilizou recursos próprios para a aquisição”, diz a nota oficial.

A adesão da ata se deu porque as especificações técnicas e pedagógicas do documento atendiam fielmente o que estava proposto no planejamento da Prefeitura de Dourados, bem como baseado nas indicações técnicas do FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação). Nota-se que o próprio Fundo nacional não possuía ata vigente na ocasião. A adesão de ata é um procedimento legal que acompanha toda legislação vigente, justifica a Prefeitura.

O programa de Robótica Escolar, já em andamento, será implementado no contraturno escolar, ou seja, num expediente adicional para os alunos, primeiramente para os anos finais da educação básica, abrangendo 24 unidades escolares, inicialmente. Os Kits de Robótica Escolar não são apenas os “robôs” em si, mas sim, “contemplam, também, todo material técnico/pedagógico para alunos e professores, além de quatro treinamentos que compõem o programa de formação dos docentes que aplicarão a nova tecnologia educacional, inédita em nossa rede municipal”, conforme a nota.

Além do treinamento de professores e coordenadores da Rede Municipal por parte dos fornecedores dos Kits, a Prefeitura de Dourados oficializou uma parceria de cooperação técnica com o IFMS (o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) através do campus Dourados, que será o parceiro técnico local, visando o desenvolvimento e tutoria do programa no Município, visto que o IFMS já desenvolve o sistema para seus alunos e tem know-how para auxiliar professores e coordenadores.

A Prefeitura também garante que os laboratórios de robótica serão implementados juntamente com novos computadores para atender inicialmente alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.

Megalic

A reportagem da ‘Folha’ escreveu que “o maior valor recebido pela empresa para kits de robótica neste ano veio de Dourados, no total de R$ 17 milhões”, ao lembrar que a Prefeitura da cidade é gerida por Alan Guedes, que é do PP, mesmo partido do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, apontado como principal intermediário da empresa Megalic, a fornecedora dos equipamentos. Ainda assim, o Ministério Pública investiga o caso.