Menu
Buscarterça, 21 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
16°C
Polícia

Polícia intercepta e-mail em que PCC propõe 'molhar a mão' de desembargador

17 dezembro 2016 - 11h05

Um e-mail interceptado pela Polícia Civil de São Paulo mostra uma conversa entre dois advogados do PCC em que falam sobre “molhar” a mão de um desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo para conseguir uma decisão favorável. No mesmo texto, também é dito que um delegado de Sorocaba poderia ajudar a facção alterando ou arquivando inquéritos contra detentos, segundo publica o portal da revista Veja na internet.

O e-mail foi enviado por Davi Gonçales a Anna Fernandes Marques. Os dois foram presos na Operação Ethos, que desmontou o núcleo jurídico da facção criminosa em novembro. No início da mensagem, ele pede a opinião dela sobre a proposta que seria encaminhada a Paulo Sergio Ramalho de Oliveira, o Paulo Pimenta, outro advogado preso na operação.

O texto consta da denúncia apresentada pelo Ministério Público de São Paulo à Justiça contra os advogados da chamada “célula R”, que se tornaram réus no processo. Seguindo a hierarquia, as mensagens eram enviadas a vários advogados até chegar ao topo da rede, Valdeci Costa, que atuava como uma espécie de “CEO do PCC”. Ele, por sua vez, prestava contas aos chefes da facção, entre eles Marcos Herbas Camacho, o Marcola, que hoje estão presos sob o regime RDD (disciplinar diferenciado) na penitenciária de Presidente Bernardes/SP.