Menu
Buscarsexta, 21 de junho de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
27°C
unigran24
banner100
ÀS COMPRAS

Páscoa movimenta R$ 25 milhões

Expectativa otimista da Fecomércio e Sebrae para a Economia douradense

29 março 2022 - 09h58Por Redação Douranews

A movimentação econômica com produtos característicos da Páscoa deste ano deve totalizar R$ 25.668.485,00 milhões em Dourados, conforme indica a pesquisa do IPF (o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento) da Fecomércio MS (a Federação do Comércio do Estado) e do Sebrae.

A pesquisa indica ainda queda no montante destinado à compra de presentes, e aumento para comemorações: do total, R$ 10.329.919 milhões serão destinados à compra de presentes, R$ 4.587.846 a menos que em 2021, enquanto as comemorações devem somar R$ 15.338.566 milhões, aumento de R$ 857.240 comparado com o ano anterior.

“A variação de valores já considera a correção do período. A queda se deve ao momento econômico que vivemos, considerando a inflação e taxa de juros que fazem com que o consumidor perca seu poder de compra. Ainda assim é uma data muito importante, considerando que mais da metade da população deve ir às compras”, considera o presidente da Fecomércio MS e do IPF-MS, Edison Araújo.

O valor médio dos presentes deve ser de R$ 138,54, enquanto as comemorações devem atingir investimento médio de R$ 185,73.  Entre as opções de presentes estão os ovos de páscoa, bombons, ovos caseiros e barras de chocolate. Filhos e conjugues serão os principais presenteados, depois vêm os sobrinhos e a própria pessoa. A maioria dos consumidores pretende fazer as compras de forma direta, presencialmente.

“Para esse ano, percebemos uma intenção de queda de movimentação financeira das intenções de consumo da Páscoa, então é importante que o empresário esteja atento na hora de fazer suas decisões de compra e se prepare para a data com cautela, para que seja um momento de lucros e não de prejuízos”, alerta a analista técnica do Sebrae MS, Vanessa Schmidt.

Segundo ela, esse é o momento de o empresário focar em descontos para o pagamento à vista, já que esse vai ser o principal critério para tomada de decisão de compra do consumidor. “Outra dica é trabalhar com encomendas antecipadas, para que a empresa possa se programar na compra dos insumos”, diz a analista.

Deixe seu Comentário

Leia Também