Menu
Buscarterça, 16 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
23°C
Brasil

Perfil do desembargador Rêmolo Letteriello

17 março 2011 - 04h29Por Redação Douranews

Depois de mais de 35 anos na magistratura, Rêmolo Letteriello pediu aposentadoria do TJMS no dia 16 de março de 2011.

Aprovado em concurso público, foi nomeado para o cargo de juiz, em 1976, tendo iniciado o exercício da judicatura em Coxim. Foi promovido por merecimento, em 1979, para Dourados, onde, em 1982, coordenou a primeira eleição direta para governador no período da redemocratização, quando Wilson Martins venceu o douradense José Elias Moreira.

Em 1983, também por merecimento, foi transferido para a Comarca de Campo Grande. Em 1987, foi promovido, igualmente por merecimento, a desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.
 
Letteriello já atuou como Corregedor-Geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral/MS, presidente do Tribunal de Justiça de MS, Ouvidor Judiciário e presidente do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais.
 
Sua saída foi motivo de muitas manifestações de apreço. Ele foi homenageado pelo Procurador-Geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira, e pelo advogado Helvio Pissurno, que falou em nome da OAB/MS.

Letteriello foi pioneiro ao criar uma lei estadual que serviu de base para a lei federal, na implantação dos juizados especiais no país.

“Deixo a atividade na carreira que foi minha segunda paixão – acima dela, só minha família – nela planilhando todos os seus caminhos, encarando desafios e trabalhos, arrostando dificuldades e obstáculos, mas deixando de exercer a judicatura com muita dedicação, vontade, ânimo e responsabilidade”, despediu-se o desembargador.