Menu
Buscarterça, 21 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
20°C
Campo Grande

Novo movimento social ocupa sede do Incra em Campo Grande

23 janeiro 2017 - 16h55

O MPL (Movimento Popular de Lutas) é um novo movimento social de Mato Grosso do Sul, com cerca de um mês e meio de existência, com mais de 600 famílias, que visa organizar os trabalhadores do campo e da cidade em busca daquilo que lhes assegura dignidade pelo direito à terra, a moradia e dignidade.

Nesta segunda-feira (23) o MPL participa de uma mobilização estadual, a ocupação do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), em Campo Grande, com o intuito de cobrar das autoridades competentes agilidade no processo de Reforma Agrária em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o coordenador estadual do MPL, Jonas Carlos da Conceição, liderança já conhecida no Estado, atuando há mais de dezesseis anos na luta pela terra no Estado, o movimento surge da necessidade de repensar o método de fazer a luta. “Nós pensamos em um movimento que pudesse unificar o campo e a cidade, na luta por dignidade humana, por direito à moradia e direitos básicos sociais de qualidade. Não rompemos com nenhum movimento já existente. Vamos agregar e somar com a luta dos movimentos sociais já organizados”, disse.

Sobre a mobilização no Incra, Jonas Carlos afirma que a pauta e clara e direta, a emergencial reestruturação do Instituto. “Hoje estamos com mais de 600 famílias no Incra em Campo Grande, em uma coalizão de nove movimentos sociais, na luta pelo fortalecimento da Agricultura Familiar, pelo assentamento das famílias acampadas e para que o órgão público seja reestruturado, através de concurso público para aumentar o número do quadro operacional, destinação de recursos, pois todas as nossas pautas dependem deste sistema fortalecido e funcionando. Atualmente falta pessoal e estrutura física para atender as demandas existentes”, conclui.

O Incra permanecerá ocupado até o resultado da audiência que os movimentos sociais terão em Brasília, nesta terça-feira (24), com o Leonardo Goes, presidente do Incra nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também