Menu
Buscarterça, 21 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
20°C
Cultura

Obra de cineasta douradense fecha Cineclube UFGD em 2016

14 dezembro 2016 - 19h46

“O Peregrino” (2016), do diretor douradense Celso Marques, será o filme que vai encerrar a programação deste ano do projeto de extensão no Cineclube UFGD. A sessão é aberta ao público e ocorrerá às 17 horas deste sábado (17), no cineauditório da Unidade 1, no centro da cidade.

O filme foi lançado em novembro e conta uma história de superação, baseada em fatos reais, sobre dois irmãos, Neri e Moisés, um pedreiro e o outro cantor, que entram em conflito por suas perspectivas de vida diferentes: um valoriza apenas o trabalho braçal e o outro quer viver da música.

A definição que Celso Marques dá na divulgação de “O Peregrino” é a de que o filme retrata bem o viver do homem que não conhece o medo.

Entre os diferenciais da obra está a benção que Moisés recebe de Heleninha de Oliveira, escritora, poetisa, membro da ADL (Academia Douradense de Letras) e conhecida como a guardiã da Usina Velha. Outro ponto interessante é a formação da dupla Moisés e Neri, após a realização do filme.

Outros 12 filmes também são de Celso Marques: O Regenerado, Garimpeiro de Ilusão, Caçada ao Gato Billi, A Guardiã, O Poço, O Traficante, Enforcamento, Não tô nem aí, O Traficante, Vida Liberta, Apenas Humano e Pedro, cadê o meu tatu?, o curta vencedor na categoria Trash da 3ª MAD (Mostra Audiovisual de Dourados), realizada em 2015.