Menu
Buscarterça, 16 de abril de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
23°C
Dourados

Humberto Teixeira Jr confessa erros, pede perdão, acusa deputados, mas é cassado

16 março 2011 - 17h58Por Redação Douranews

 

O vereador Humberto Teixeira Junior (PDT) foi cassado por 9 votos contra 3 impedimentos depois de proferir um discurso em defesa do mandato de mais de uma hora e 45 minutos, pedindo votos de alguns colegas, citados nominalmente, em favor da permanência na Casa.

Ele confessou que errou em alguns casos, esquivou-se das denúncias contidas no relatório da Comissão Processante, pediu perdão aos eleitores “a quem devo o mandato popular” e ainda aproveitou para confirmar o recebimento de documentos que comprovam o recebimento de salários extras por parte de alguns deputados.

“Cadê o processo que foi aberto contra o deputado Ary Rigo?”, indagou Teixeira, lembrando que possui comprovantes de que vários deputados recebiam em torno de R$ 120 mil por mês “com cheques da Assembléia”. O vereador prometeu encaminhar esses documentos ao Ministério Público Estadual em Dourados.

No discurso, citando episódios envolvendo vários colegas de mandato, Humberto Teixeira Junior disse que esperava contar com os votos dos colegas. Ele foi cassado por nove votos (dos vereadores Cido Medeiros, Délia Razuk, Dirceu Longhi, Elias Ishy, Gino Ferreira, Idenor Machado, Juarez do Esporte, Pedro Pepa e Walter Hora). Aibon Mendes, Bebeto e Cemar Arnal se julgaram impedidos por pertencer à coligação do vereador cassado.

Amanhã (17) acontece a sessão de julgamento do vereador Julio Artuzi (PRB), às 9 horas; na sexta-feira (18), será a vez de Paulo Henrique Bambu (DEM), às 9 horas e Aurélio Bonatto (PDT) a partir das 14 horas. Ainda falta definir a data de julgamento do mandato do vereador Marcelo Barros (DEM).