Menu
Buscarsábado, 18 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
22°C
Política

PPS já cogita lançar dobradinha nas eleições de 2018

04 novembro 2016 - 17h31

Um dos dez partidos integrantes da coligação que elegeu no último pleito eleitoral a vereadora Délia Razuk (PR) para comandar o município de Dourados nos próximos quatro anos, o PPS (Partido Popular Socialista), atualmente presidido pelo artista musical e secretário municipal de Cultura Carlos Fábio Selhorst dos Santos já está se programando mirando o ano de 2018 quando serão realizadas as eleições estaduais.

Com dois nomes de frente e com grande potencial de votos em Dourados e na região, o PPS poderá trazer dois representantes da área rural para fazer uma dobradinha nas eleições de 2018 para os cargos de deputado estadual e federal. São cogitados, desde já, os produtores agropecuários Alcírio Zanata, o “Silas Zanata”, de 55 anos, o terceiro candidato mais votado e reeleito a vereador em outubro último com 2.67% (2.904 votos) e o estreante na política, ex-presidente do Sindicato Rural de Dourados, Marisvaldo Zeuli, de 51 anos, que se elegeu vice-prefeito na chapa “Por Amor a Dourados” [composta pelo PR/PSC/PMB/PEN/PT do B/PPS/PRB/PSDC/ PHS/PTC encabeçada por Délia Razuk] com 39,82%, ou 43.252 votos.

Com este perfil dos dois políticos, um reeleito a Câmara Municipal e o outro eleito vice-prefeito, o PPS douradense, embora o presidente do partido Carlos Fábio não confirme, já estuda em lançar nas eleições estaduais de 2018 os nomes de Silas Zanata para concorrer a uma das 24 vagas para deputado estadual e o de Marisvaldo Zeuli para buscar uma das oito vagas do MS para a Câmara Federal.

“No momento não estou pensando em 2018; estou sim projetando dar o máximo de apoio à dona Délia Razuk e ajudá-la junto com o secretariado e com os servidores municipais, a administrar de melhor forma possível a nossa cidade” desconversou Marisvaldo Zeuli ao ser questionado pelo repórter Waldemar Gonçalves - Russo sobre compor uma dupla com Sila Zanata no pleito estadual daqui a dois anos.

Já Silas Zanata preferiu dizer que se sente agradecido por ter sido o terceiro mais votado para vereador, conta que o resultado não lhe surpreendeu, uma vez que atuou em todas as frentes nestes quatro primeiros anos como parlamentar municipal e que ao dar início ao segundo mandato, em janeiro próximo, vai manter a rotina de sempre, de trabalhar incansavelmente em prol da comunidade douradense, em especial aos que residem na área rural. “De momento o meu pensamento é continuar atuando firme como vereador representando nosso povo em todas as regiões de nossa cidade, porém, entendo que o partido possui grandes nomes para disputar e conquistar um cargo seja na esfera estadual ou federal”, afirmou. Zanata confirma que o partido está, sim, já pensando em 2018 “e o que for decidido pela direção vou acatar”.

Deixe seu Comentário

Leia Também