Menu
Buscarsábado, 18 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
20°C
Saúde

Enfermeiros do HE reclamam salários ainda de outubro

09 dezembro 2016 - 13h24

A paralisação de um dia, aprovada pelo Sindicato dos Trabalhadores na área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul para a categoria de profissionais que atua no HE (Hospital Evangélico) deixou mais de uma centena de pessoas fora das funções na manhã desta sexta-feira (9) em Dourados.

Os trabalhadores reclamam o atraso nos salários. A direção do HE pagou na quarta-feira (7) o equivalente a 50% dos salários ainda do mês de outubro e disse não ter previsão de quando irá pagar o restante, além do vencimento de novembro e da parcela do 13º. salário que deveria ter sido quitada até o último dia do mês passado.

Servidoras que já trabalham na área há mais de 20 anos informaram ao Douranews que os atrasos no pagamento tem sido uma constante no Evangélico. O presidente do Sindicato estadual, Lázaro Santana, se reuniu nesta manhã com o superintendente do hospital em Dourados, Públios Vasconcelos, para tentar uma saída para essa situação.

Os trabalhadores dizem que já procuraram o MPT (Ministério Público do Trabalho) para reclamar dos atrasos nos salários e a autoridade se comprometeu a tentar intermediar o impasse com o HE. Nos últimos meses, o hospital já fechou o atendimento no Posto 2 de Enfermaria, a Clínica Médica e está ameaçando suspender as atividades no PS (o Pronto Socorro), além de já ter reduzido o atendimento na UTI.

Essas medidas estão sobrecarregando a procura pelo HVida (o Hospital da Vida), que também é mantido pelo Evangélico, através de convênio com a Secretaria municipal de Saúde.

Deixe seu Comentário

Leia Também