Menu
Buscarquarta, 22 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
32°C
Saúde

Prefeitura ajuda a instalar laboratório para analisar qualidade da água

13 dezembro 2016 - 17h13

O prefeito Murilo Zauith (PSB) participou, na manhã desta terça-feira (13), juntamente com o secretário municipal do Meio Ambiente, Upiran Jorge Gonçalves, do ato de assinatura de cooperação técnica para implantação de um laboratório de última geração que vai monitorar águas em Mato Grosso do Sul.

A implantação do laboratório (construção e aquisição de equipamentos) será feita por uma parceria entre a Prefeitura de Dourados, através do Imam (Instituto do Meio Ambiente), a Embrapa Agropecuária Oeste, MPF (Ministério Público Federal), MPE/MS (Ministério Público Estadual) de Mato Grosso do Sul, MPT (Ministério Público do Trabalho) por dez anos, com renovação a cada dois anos mediante a apresentação dos resultados da Embrapa. O objetivo do laboratório é fazer análise e monitoramento de resíduos de agrotóxicos em águas superficiais das bacias hidrográficas dos rios Ivinhema, Dourados e Amambai, na região Sul do Estado.

O chefe da Embrapa, Guilherme Asmus Lafourcade, o procurador da República, Marco Antônio Delfino de Almeida; o promotor representando o MPE/MS, Amilcar Araujo Carneiro; Jeferson Pereira, do MPT; e o vereador Idenor Machado (PSDB), presidente da Câmara de Dourados, participaram do ato.

O prefeito Murilo avaliou a importância do projeto para Dourados e Mato Grosso do Sul e agradeceu a parceria das instituições, elogiando o empenho do chefe do Imam, Upiran Jorge pela iniciativa do projeto, que vai beneficiar a população de todo o Estado.

Ele lembrou que desde que assumiu a Prefeitura, uma das prioridades foi estruturar o Imam para assumir as responsabilidades ambientais. Murilo também elogiou a Embrapa, lembrando que é umas das instituições brasileiras que mais tem orgulho. Ele lembra que quando ocupou uma cadeira na Câmara Federal sempre enalteceu duas instituições: a Embrapa e a Fiocruz. “Quando era deputado sempre enalteci essas duas instituições que trabalham com pesquisadores em laboratórios despercebidos no sentido de melhorar a vida das pessoas”, disse.

Murilo agradeceu a parceria, que certamente, vai resultar em qualidade de vida para a população de Mato Grosso do Sul. “Tenho maior respeito por todos os pesquisadores e a todos vocês que assinaram o termo de cooperação e assim continuarmos trabalhando como homens públicos que têm responsabilidade com a população”, agradeceu.

O chefe da Embrapa, Guilherme Asmus ressaltou não apenas a importância da assinatura dos termos técnicos e o aporte financeiro que cada instituição vai colaborar para implantação do laboratório, mas a convergência de propósitos, a articulação das instituições para um propósito tão nobre. “É de extrema importância essa articulação de propósitos nobres que vai subsidiar políticas públicas em favor da saúde da população sul-mato-grossense”, disse.

Laboratório

O projeto do Laboratório que será implantado na Embrapa Agropecuária Oeste, em Dourados, é dividido em fases, sendo que a primeira fase, o monitoramento de resíduos de pesticidas será realizado nas três bacias hidrográficas. A expectativa é que em 2017 comecem as obras.

A Prefeitura, através do Imam, vai participar com um aporte de R$ 606.027,82 para construir o laboratório. O restante será divido entre as outras instituições que vão adquirir os equipamentos.