Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd br
Terça, 03 Setembro 2019 16:51

Academia de Letras de MS relembra obras de Paulo Coelho Machado Destaque

Escrito por

A ASL (Academia Sul-Mato-Grossense de Letras) vai realizar, quarta-feira (11) que vem a primeira Roda Acadêmica, um encontro voltado à contextualização e leitura de obras e autores que figuram com destaque na literatura e cultura regional. Para a edição inaugural o escolhido é o acadêmico Paulo Coelho Machado, nascido em 1917 e autor de livros que evidenciam o crescimento da cidade, como “A Rua Velha”, alusivo à Rua 26 de Agosto, onde instalaram-se os primeiros comércios e a igreja da capital do Estado.

“Nossa Roda Acadêmica terá o formato de leituras e conversas abordando um autor específico da ASL e todos são bem-vindos. Como em um clube de leitura, o encontro será aberto aos amantes das belas artes, com análise de obras emblemáticas, escritas por acadêmicos que nos antecederam”, explica o presidente da ASL, escritor Henrique Alberto de Medeiros Filho, junto à Comissão Organizadora, composta pelos acadêmicos Marisa Serrano, Samuel de Medeiros e Oswaldo Barbosa Almeida.

Eles ressaltam que o evento será marcado pela interatividade do público, num bate-papo sobre grandes momentos da literatura sul-mato-grossense, conduzidos nesta primeira edição pelos acadêmicos Marisa Serrano, Renato Toniasso e Samuel de Medeiros. “Para nós, da Academia, nada mais justo que iniciar este projeto cultural homenageando um dos primeiros autores a registrar as memórias desse lugar, nos relatos de seus livros”, avalia Marisa Serrano, referindo-se aos relatos de Paulo Coelho, imortalizado na cadeira 21 da ASL.

Antes de falecer, em 1999, Paulo Coelho dizia que a história de um local pode ser contada através das suas ruas e da sua gente. Foi o que buscou em “A Rua Barão” (1991), “A Rua Principal” (1991), “A Rua Alegre” e “A Grande Avenida” (2000). Ao final, essa paixão pelas ruas foi eternizada com seu nome estampado nas placas da antiga Avenida Furnas, que hoje chama-se Rua Dr Paulo Machado. Entre suas histórias, contava com humor a origem dos nomes dos córregos Prosa e Segredo, ligada às fofocas em suas margens.

Nascido em São Paulo, tinha orgulho em dizer que era um “campograndense de coração”, tendo se tornado um dos maiores cronistas da capital sul-mato-grossense. Também é autor de “A Parceria Pecuária” (1972), “A Criminalidade em Mato Grosso” e “Processo e Julgamento de Nosso Senhor Jesus Cristo” (1954). Machado também era pecuarista, historiador, jornalista, advogado e professor de Direito. Foi vereador de Campo Grande por dois mandatos, secretário de Agricultura de Mato Grosso e presidente da Acrissul.

  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus