Timber by EMSIEN-3 LTD
  • 10 anos
  • 10 anos1
Quarta, 20 Outubro 2010 15:39

HR de Nova Andradina começa a funcionar em novembro

Escrito por Redação Douranews com Assessoria

O governo do Estado, em parceria com as prefeituras de Nova Andradina e de mais seis municípios do Vale do Ivinhema, ativa no mês que vem o Hospital Regional (HR) de Nova Andradina. Quando estiver a pleno funcionamento, a unidade atenderá diretamente uma população estimada em cem mil pessoas, habitantes das cidades de Angélica, Anaurilândia, Batayporã, Taquarussu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, além do próprio município onde está construído o hospital.

O governador André Puccinelli e a secretária estadual de Saúde, Beatriz Dobashi, assinaram hoje (20) com os prefeitos dos sete municípios e com o diretor-geral da Fundação de Serviços de Saúde de Nova Andradina (Funsau-NA), Norberto Fabri Junior, o contrato de co-gestão para administração do novo hospital. “Finalmente, temos o Hospital Regional de Nova Andradina, que teve duas etapas: a de construção de uma parte nova e a reforma da parte antiga da instalação. É um hospital de primeiro mundo, que terá condições físicas para um atendimento de altíssima qualidade”, disse o governador.

O atual governo investiu diretamente cerca de R$ 2,5 milhões para edificar o hospital, que teve as obras iniciadas há 19 anos e por diversas vezes paralisadas. Foram recuperados os blocos 1 e 2 e construídos os blocos 3 e 4. O hospital foi equipado e, como preparação para a ativação, a Secretaria Estadual de Saúde fez também um repasse financeiro para a Prefeitura e a Funsau adquirirem os primeiros insumos, como utensílios, rouparia, medicamentos e correlatos.

André destacou que, a exemplo do que acontece com o Hospital Regional de Coxim, na região norte, o de Nova Andradina vai ser um pólo que possibilitará o atendimento hierarquizado crescente conforme estabelece o Sistema Único de Saúde. Dessa forma, grande parte das demandas é suprida próximo da origem do paciente, com resolutividade dos atendimentos na própria região. O novo HR oferecerá serviços de clínica médica, clínica cirúrgica, clínica obstétrica, clínica pediátrica, clínica ortopédica e urgência e emergência. Inicialmente, serão abertos 56 leitos e a previsão é que essa disponibilidade chegue até a capacidade de cem leitos futuramente. No setor de UTI, dez leitos serão implantados.

Para ativar essa estrutura operacional regionalizada, os governos vão aplicar inicialmente um valor mensal de R$ 510 mil. O Estado, a Prefeitura de Nova Andradina e o governo federal participam com R$ 150 mil cada um, e cada uma das demais prefeituras, aplicará R$ 10 mil. “O governo, além da própria construção física, é parceiro, e conta com a mesma parceria das prefeituras”, afirmou Puccinelli. De acordo com a secretária Beatriz Dobashi, já há um pedido de aumento do teto pré-aprovado no Ministério da Saúde, para dar suporte a necessidades futuras de aumentar leitos, aumentar a resolutividade do hospital, ou suprir alguma dificuldade no co-financiamento, caso o planejamento apresente problemas.

O planejamento para abertura do hospital inclui também um programa de capacitação dos profissionais, com suporte do Hospital Regional de Campo Grande. “O regional na Capital está preparado para ser o treinador das equipes. Médicos e enfermeiros vão até Nova Andradina, e também receberão aqui os profissionais para treinamento”, informou a secretária de Saúde.

Conforme o diretor-geral da Funsau-NA, que é ex-secretário de Saúde de Nova Andradina, Norberto Fabri Junior, a implantação do novo Hospital Regional fecha um ciclo de atendimento que faltava para os pacientes da região. Embora fosse referência em consultas e exames para os moradores do Vale do Ivinhema, o atendimento prestado no município não tinha continuidade em âmbito local. “Não tínhamos como ofertar o serviço ampliado na área hospitalar, e tínhamos dificuldade em colocar um [paciente com] braço quebrado em um hospital de Dourados por exemplo. Agora, teremos o atendimento completo aqui, vamos poder dar esse suporte, e oferecer também o serviço de UTI”, destaca Fabri.

 

ENTREVISTA

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo
  • live full house

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis