Menu
Buscarsábado, 18 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
22°C
Campo Grande

Mães relatam perseguição e tentativa de sequestro em Shopping Campo Grande

04 novembro 2016 - 11h42

Mães procuraram o Portal Correio do Estado, na tarde de hoje, para denunciar homem que teria tentado sequestrar seus filhos no Shopping Campo Grande. O relato é de mulheres que passeavam com os filhos e, em algum momento estariam sendo perseguidas pelo homem. Inclusive, uma das crianças teve o braço puxado pelo possível sequestrador que tinha a intenção em roubar as crianças.

Para a reportagem, Julieny Godoi Sinholdt, de 19 anos, contou que, na quinta-feira, 27, estava no shopping com a mãe, o irmão de 15 anos e o filho, de um ano e quatro meses no carrinho, quando percebeu que estava sendo seguida por um homem.

“Chegamos no shopping e, quando paramos, por uns 15 minutos, em uma loja de bebê, minha mãe disse que reparou que um homem não parava de olhar para nós. Saímos da loja e continuamos andando. Nisso, ele estava sentado bem na rua, ao lado do Carrefour e suando”, contou.

Julieny relatou que continuou andando, sempre olhando para trás, com medo do homem. “Entramos numa loja e meu irmão pediu para empurrar o carrinho de bebê. Então ele deu a volta com o bebê em uma arara de roupas, e, quando fui ver, o homem estava escondido no meio das roupas. Fiquei sem reação, chamei minha mãe e o homem fugiu”, destacou.

Após o susto, a jovem contou que procurou o segurança da loja para relatar o caso. E, quando o encontrou, se deparou com outra mãe, em estado de choque, tentando contar ao mesmo segurança que o homem em questão teria puxado o braço do filho dela, de quatro anos.

“Ela estava apavorada. Disse que o homem a seguiu e puxou o braço do filho. Então o segurança perguntou a descrição do suspeito e saiu pelo shopping atrás dele”, finalizou.

No dia seguinte do ocorrido, a mulher postou a indignação nas redes sociais. Diante disso, a gerência do estabelecimento, na terça-feira, 1º, entrou em contato com a mesma, solicitou o telefone e tentou falar com Julieny, sem sucesso. "A gerente me ligou, mas eu não podia atender, então hoje mandei uma mensagem pedindo para ela me ligar novamente".  

Por meio de nota, a assessoria de comunicação do Shopping Campo Grande informou que não foi comunicada sobre o ocorrido e que nenhum segurança da unidade foi procurado para atender o caso. Além disso, informou que tentou contato com Julieny, mas que a jovem não atendeu às ligações.    

Deixe seu Comentário

Leia Também