Menu
Buscarquinta, 23 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
28°C
cmd nao
Educação

Conselhos da UFGD anunciam ampliação do programa de bolsas

19 dezembro 2016 - 10h28

Durante a reunião Plenária dos Conselhos, quarta-feira (14) passada, 11 novos programas de bolsas de estudos foram aprovados na UFGD para o próximo ano. De acordo com membros do Couni (Conselho Universitário), Cepec (Conselho de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura) e do Conselho de Curadores, algumas dessas modalidades terão editais publicados em breve.

Na Pró-Reitoria de Graduação, a novidade é a bolsa para Monitoria Indígena (4 vagas) que tem entre seus objetivos o de atender às especificidades dos estudantes indígenas priorizando as disciplinas que apresentam maior grau de dificuldade de acompanhamento. Esse programa vem atender uma necessidade levantada pelo Núcleo de Assuntos Indígenas e teve uma fase piloto já agora no final de 2016.

Na Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis, como a sua ação prioritária é maximizar a assistência aos discentes, além de manter ou ampliar as bolsas já existentes, foram criadas novas bolsas: Arbitragem (24), para oferecer curso de arbitragem e então fazer a seleção de bolsistas que farão a arbitragem dos eventos da UFGD (Jogos Abertos, Amistosos do Time UFGD, Olímpiadas dos Servidores); Atleta (100), para fomentar a prática esportiva enquanto manifestação cultural, auxiliando os alunos com potencial esportivo na representação da universidade em eventos dentro e fora do estado; Alternância (150), para incluir uma parcela considerável dos alunos da Licenciatura em Educação do Campo (Leduc); Auxílio Transporte (100), para beneficiar os acadêmicos com maior índice de vulnerabilidade, contribuindo para os custos de locomoção e; Auxílio Pedagógico (32) nas áreas de Português (gramática e produção de texto), Matemática e Informática.

Na Pró-Reitoria de Ensino de Pós-Graduação e Pesquisa, as novidades são as bolsas: Pesquisador Sênior (12), para estimular a pesquisa institucional, incentivando o pesquisador que ainda não possuiu bolsa produtividade do CNPq; e Pesquisador Ingressante, com 9 bolsas oferecidas aos pesquisadores que também receberão 9 bolsas de Iniciação Científica para indicar alunos de graduação da UFGD vinculados ao projeto. O Programa de Pesquisador Ingressante já foi realizado em 2016 e tem o objetivo de apoiar o pesquisador em início de carreira na UFGD, como algo essencial à inserção destes no âmbito institucional, a novidade para 2017 é a articulação com a Iniciação Científica.

Na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proex), as bolsas novas são: Centro de Formação (3), Interface (20) e Ligas Acadêmicas (20). Desses programas, de acordo com informações da Pró-Reitoria, em breve serão publicados os editais das bolsas para Ligas Acadêmicas, que pretende criar, ampliar e fortalecer as Ligas Acadêmicas na UFGD e também o edital para o Programa Interface que tem a finalidade de fortalecer a ação transformadora da pesquisa sobre os problemas sociais e ambientais e estabelecer uma relação dialógica entre extensionistas-pesquisadores e sociedade. Tanto o Ligas Acadêmicas quanto o Interface terão duração de 10 meses, a partir de março.

Sobre os programas de bolsas existentes, todos os pró-reitores afirmaram que a quantidade foi mantida e em alguns casos ampliada para 2017, e com a readequação orçamentária de 2016, foi possível destinar mais recursos como complementação de vários programas de bolsas referentes ao 2º semestre letivo.