Menu
Buscarsexta, 24 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
19°C
cmd nao
Tecnologia

Dourados conquista três prêmios em lançamento nacional de foguetes

10 novembro 2016 - 20h32

A equipe do Campus Dourados do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) conquistou três prêmios na Jornada de Foguetes, evento nacional que reúne estudantes de todo país. A competição, encerrada segunda-feira (7), em Barra do Piraí/RJ, é realizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira, em parceria com a AEB (Agência Espacial Brasileira).

A equipe do Campus Dourados foi formada pelas estudantes Ketlen Rocha, Raysa Lima e Vitória Vargas, todas do 2º semestre do curso técnico integrado em Informática para Internet, lideradas pelo professor Rafael Santos. O IFMS também foi representado por uma equipe do Campus de Corumbá.

Os prêmios conquistados foram o primeiro lugar geral na Turma 2, a quarta posição na categoria “apresentação” – onde era mostrado o processo de montagem do foguete com detalhes, fotos, esquemas e filmes dos lançamentos – e o segundo lugar no lançamento de minifoguetes com combustível sólido, competição voltada aos professores.

foguetes rio

Competidores de várias regiões do País, na base de Barra do Piraí, no Rio, onde ocorreu a Jornada

Na Jornada, as 120 equipes participantes foram divididas em três turmas. A competição ocorria dentro das turmas, sendo que cada equipe tinha direito a dois lançamentos. Os foguetes, feitos a partir de garrafas pet e que utilizam como combustível uma mistura de vinagre e bicarbonato de sódio, eram lançados a partir de uma base fixada no chão.

O alcance horizontal obtido pela equipe de Dourados foi de 165 metros. Além da distância, outros aspectos levados em consideração foram a presença dos itens obrigatórios de segurança e as penalidades sofridas.

Aprendizado

A preparação da equipe de Dourados vinha sendo realizada desde que as estudantes conseguiram a classificação através da mostra realizada no campus esse ano, com um lançamento que superou os 120 metros, marca mínima para participar do evento nacional.

O professor Rafael Santos, coordenador da equipe, destaca que além da premiação obtida, a Jornada contribuiu para o desenvolvimento escolar das discentes. “Elas puderam observar aplicação prática de conceitos relacionados à física, além de compreender que os mínimos detalhes fazem a diferença”.