Timber by EMSIEN-3 LTD

Eleições (1899)

A empresa Ranking Comunicação & Pesquisa divulga, nesta sexta-feira (31), resultado de novo trabalho realizado em Dourados, sob o Registro MS-05385/2020, com os números da corrida entre os nomes que se colocam como pré-candidatos a prefeito no Município. A amostragem foi realizada com 500 pessoas entre os dias 27 e 29 de julho, com a avaliação política e administrava do município, da prefeita e da Câmara de vereadores, além de sondar a atuação do governador e do presidente da República, com intenções de votos para as eleições de 2020.

Veja os números apurados para prefeito, na sondagem espontânea:

espontanea

Veja o quadro com os pré-candidatos que já se manifestaram, em sondagem estimulada:

espontanea1

Abaixo, quadro mostra confronto direto entre os melhores indicados, em sondagem estimulada:

espontanea com 3

Sondagem de intenções de voto para a Câmara de Vereadores, espontânea:

espontanea vereador

Comentário

Funcionário público estadual lotado na Agepen (Agência estadual do Sistema Penitenciário) junto à Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) há 37 anos, o professor de Educação Física Pedro Walter Aguero, de 57 anos, é pré-candidato a vereador pelo Republicanos nas eleições de 15 de novembro em Dourados, com o pré-candidato a prefeito, Racib Panage Harb.

“Sempre exercendo um trabalho de atendimento e atenção ao público que precisou e precisa dos meus préstimos, sem discriminação de raça, cor e gênero, fui, com alguns amigos, pioneiro na arbitragem de Futebol de Salão na nossa cidade e no Estado, por mais de 20 anos, onde vimos muitos craques do nosso fut-sal se destacarem no Brasil e no mundo”, conta o pré-candidato.

Pedro Walter também exerceu a função de preparador físico nas equipes profissionais de futebol de campo de Dourados, o Operário e Ubiratan. É Pós-graduado em Educação Física Escolar e em Gestão Penitenciária, membro ativo da Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária há 25 anos, “sempre ajudando a ajudar, bandeira pela qual tenho orgulho de fazer parte” e católico praticante na paróquia Bom Jesus, no Jardim Flórida.

“O que me motivou a filiar no Republicanos/10, além do nosso pré-candidato a prefeito Racib, foram as ideias novas e construtivas para o Brasil, Mato Grosso do Sul e Dourados, tentando acabar com o continuísmo de políticos viciados no poder e sem projetos voltados para o cidadão”, justifica o pré-candidato.

Residente em Dourados desde outubro de 1.971, e por mais de 45 anos na Vila Popular, depois de frequentar as escolas Castro Alves e, desde a sua inauguração, a Escola Reis Veloso, bem como o extinto CCOP (Centro de Capacitação e Orientação Profissional), Pedro Walter diz que teve oportunidade de acompanhar o crescimento de Dourados.

“Para o crescimento de todo ser humano, as necessidades maiores, são: família, educação/esporte, saúde e segurança. A família é a base de tudo. Quanto à educação/esporte, saúde e segurança é dever do Estado, e estaremos atentos à estas necessidades, por experiências próprias, vividas em Dourados”, propõe.

Comentário

Nascido no interior do Paraná, onde viveu até os 20 anos de idade, o filho de família humilde que trabalhava com o pai, restaurando jardins, em Santo Antônio da Platina, decidiu mudar radicalmente de vida: se dedicou aos estudos e em 2005 chegava a Dourados como um dos calouros aprovados ao curso de Medicina da UFGD.

Durante esse período, o futuro dr Diogo Castilho teve que trabalhar muito para se manter e se sustentar. Ainda no curso universitário, escolheu Dourados como lugar para morar e aqui nasceu o filho Nícolas, em 2009, que define como “minha maior paixão”. Daí ao projeto político de vir a se tornar pré-candidato a vereador pelo DEM foi uma sucessão de acontecimentos, coincidindo com os alvos pretendidos.

Em 2014, termina a Residência de Cirurgia Geral e começa a atuar como cirurgião em Dourados, depois de ter sido aprovado em primeiro lugar no concurso do HU (Hospital Universitário) da UFGD. Ali aprendeu a conhecer e se dedicou ao atendimento no SUS (o Sistema Único de Saúde), retribuindo carinho e carisma com os pacientes.

Neste período também inicia a carreira como professor na sua universidade-mãe, a UFGD, onde leciona Cirurgia Geral para os alunos das turmas de 2016-18, até se dedicar ainda mais na assistência ao paciente. Em 2015, realiza a Pós-graduação em Gastroenterologia. E, em 2019, a pós em Cirurgia Bariátrica e Metabólica, construindo aqui a base do objetivo principal, como pré-candidato a vereador de Dourados.

“Tratar a todos com dignidade, independente da sua classe social, transferindo isso para a profissão” é o foco do dr. Diogo, enfatizando esse ensinamento aos alunos para eliminar a diferença entre pacientes do SUS e da rede privada. “O que importa são vidas, são as pessoas e a forma como são tratadas, sempre com dignidade e respeito”, prega ele.

Como pré-candidato, Diogo Castilho quer desenvolver o projeto de realização de cirurgias bariátricas pelo SUS em Dourados. “Eis que, neste caminho, surgiu o deputado Barbosinha, a quem conheci e já me engajei, filiando ao Democratas e com a esperança de que esse projeto encontrou eco nas propostas do pré-candidato a prefeito. A partir de então, não espero mais pelas mudanças, mas, sim, me somei nesse projeto de criação de um novo tempo”, conclui.

Comentário

O empresário do ramo de automóveis Alcir Corrêa, que há poucos dias anunciou pré- candidatura a vereador pelo Patriotas, comunicou esta semana ao partido que vai abrir mão da candidatura em prol do filho, o acadêmico de Direito e também empresário Abdel Corrêa. "Refleti muito e penso que o meu filho pode representar muito bem e com a mesma força de vontade de honrar o nome da nossa família e de toda a população da nossa cidade na Câmara Municipal. Um guri de 20 anos, mas que desde cedo aprendeu a ter responsabilidade e por isso tomei a decisão", afirmou Alcir Corrêa.

O empresário aposta nos mais de 30 anos atuando no ramo empresarial e na atuação política mesmo sem mandato eletivo para, somadas as qualidades do filho, buscar o voto. "Quando me lancei pré-candidato recebi inúmeras manifestações de apoio de todos que me conhecem e sabem da minha seriedade. Tomo essa atitude de desprendimento com muita certeza de que precisamos renovar e nada como um jovem de 20 anos, mas com responsabilidades muito sérias como empresário para fazer parte desse jeito novo de fazer política que a população tanto espera", afirmou Corrêa.

Comentário

Duas vezes vereador e três vezes eleito deputado estadual, Valdenir Machado está de volta. Depois de tentar a disputa pela Prefeitura de Dourados em 1992, quando perdeu a convenção do PMDB por um voto, do alto dos 48% de preferência do eleitor da época nessa pretensão, o ex-deputado definiu, em visita ao Douranews nesta quarta-feira (15), esse novo momento:

- Eu sempre costumo dizer que política é oportunidade. E, agora, diante do novo cenário em que vivemos, percebo que o cavalo está voltando, encilhado, ensina o professor, usando os costumes que adquiriu quando chegou do interior paulista para trabalhar na escola Dom Aquino Corrêa, no distrito de Panambi, onde ainda nos dias atuais mantém a atividade de cartorário.

Valdenir preside o Diretório Municipal do PSDB, que chegou a ter, para as eleições deste ano, os dois mais fortes nomes cotados para a disputa: Geraldo Resende, atual secretário estadual de Saúde e Marçal Filho, dono de rádio e deputado estadual no primeiro mandato. “Como os dois declinaram da disputa, o Diretório Regional entendeu que o partido não poderia ficar sem um nome em Dourados”, justificou o pré-candidato tucano.

Valdenir Machado não se considera como pré-candidato oficial do Governo, mesmo sendo do mesmo PSDB do governador Reinaldo Azambuja. “Ele foi quem mais trabalhou para que o Marçal fosse o nosso candidato, mas agora, aliado com o DEM do vice-governador Murilo Zauith, e em nome de um projeto futuro para os dois, está com o Barbosinha, o que considero natural, porque [o pré-candidato a prefeito Barbosinha] foi secretário dele, líder do Governo e braço direito nos enfrentamentos que fez no Estado”.

Conhecimento

Em tom professoral, mais uma vez, Valdenir defende que o eleitor precisa conhecer um candidato, “até se for pra ficar contra” e, novamente aplicando ensinamentos adquiridos na militância, lembra que “como em eleição não existe empate, precisa haver uma disputa e alguém vai ganhar, e outro perder”. Ele acredita que leva vantagem na questão ‘conhecimento’ em relação ao principal adversário.

“Não surgiu um nome novo, o eleitor ficou esperando [cita que a mais recente pesquisa publicada mostrou mais de 40% de indecisos/sem resposta], então, coloco meu nome como alternativa de realizar um sonho adiado e poder mostrar, na Prefeitura, que o PSDB está pronto para administrar a cidade. Para isso, vamos buscar o apoio do DEM, do Progressistas, do PSB, do MDB e das outras lideranças dispostas a assumir esse desafio”.

Comentário

Pré-candidata a vereadora pelo DEM nas eleições do dia 15 de novembro, a investigadora da Polícia Civil destacada na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), Katiany Jacinto de Oliveira, aprendeu, no cotidiano do trabalho, que só com a união e a forte presença feminina na política será possível construir políticas públicas no enfrentamento à violência doméstica e familiar das mulheres em geral, e também das mulheres indígenas.

Com 39 anos de idade, formada em Direito pela Unigran e também em Letras pela UFGD, a pré-candidata é Mestre em Fronteiras e Direitos Humanos pela UFGD, já trabalhou no Fórum como analista judiciária e como advogada na Prefeitura e no Procon de Dourados.

“Sou uma mulher experiente e com grande vivência nos mais variados ramos profissionais. Mulher empoderada, mãe de duas filhas lindas, uma de 15 anos e outra com 2 anos e 5 meses, esposa de um policial militar, sou mãe, dona de casa, mulher trabalhadora e pré-candidata a vereadora da minha cidade, que tanto amo e quero o melhor para se viver nela”, simplifica Katiany Oliveira.

A pré-candidata já definiu, como foco principal das causas que pretende conduzir no Legislativo, as mulheres e os animais. “Quero interceder por políticas públicas no enfrentamento à violência doméstica e familiar das mulheres em geral e também das mulheres indígenas, e buscar o apoio de mulheres, por mais mulheres na política”, prega ela.

Em relação à causa animal, “quero buscar apoio pra dotar a cidade de um castramóvel, uma farmacinha pública para animais de ruas e adotados e vamos tentar estabelecer, por meio de projeto de lei, a proibição do uso de fogos de artifício, que faz tanto mal aos bichinhos”.

Além disso, Katiany Oliveira se propõe a estabelecer um canal direto de comunicação para sempre ouvir a sociedade sobre o que é melhor para os bairros. “Um trânsito melhor para locomoção, Meio Ambiente sustentável, com mais pontos de coletas de lixo reciclável e campanhas educativas nesse sentido, também são propostas possíveis de encaminhar junto ao nosso pré-candidato Barbosinha, com quem seguramente estaremos juntos conduzindo soluções novas para Dourados”, conclui a pré-candidata.

Comentário

“Acredito na representatividade do povo na Câmara Municipal e me considero um legítimo representante do povo, do bairro onde resido. Conheço a realidade, as dificuldades e as necessidades das pessoas mais carentes e também das demais e poderei, com meu trabalho, ajudar a dar a essa gente uma vida mais digna e melhor pra se viver. Com políticas públicas que vão de encontro aos anseios da população, como saúde eficiente, educação de qualidade, saneamento, etc”.

Esse é o compromisso que o comerciante do ramo de sorveteria Junior Salmazo firmou com a população, ao destacar o princípio da humildade na condição de pré-candidato a vereador em Dourados, cidade onde nasceu há 44 anos, no antigo Hospital Regional, o atual Hospital da Vida. Ele tem três filhos: Larissa, Letícia e o Henrique.

“Duas pessoas que me inspiraram a entrar nessa empreitada, de colocar o nome como pré-candidato a vereador, também são os maiores exemplos a serem imitados justamente pelo aspecto da humildade: meu pai, Vergílio, uma das pessoas reconhecidas junto com o ponto mais tradicional de Dourados, o Bar Pingüim, e o pré-candidato a prefeito Barbosinha, que sempre foi a mesma pessoa, ainda que carregando um currículo invejável como um dos prefeitos mais jovens do Estado, de presidente da Sanesul e secretário de Estado [de Justiça e Segurança Pública], além de deputado estadual já no segundo mandato”, observa.

Com esses apoios, Junior acredita que poderá levar pra Câmara algumas questões que considera prioridades, tais como ampliar a lista dos beneficiários do Vale Renda, propor a criação de uma Bolsa (auxílio) Municipal aos mais carentes, suporte efetivo na saúde, criação de leis para isenção de taxas e tributos, ampliação da rede de atendimento de emergência, enfim, “contribuir para amenizar o sofrimento neste momento crítico que passa nossa população”.

“Tenho comigo três pilares básicos para atender criteriosamente as necessidades da nossa gente: Educação eficiente, Saúde de resultados e Assistência Social com excelência”. Segundo ele, ações de um prefeito com a responsabilidade e seriedade já demonstradas por Barbosinha podem melhorar a qualidade da merenda escolar, “porque criança com fome não aprende” e criar incentivos aos professores, “porque servidor bem pago pode produzir melhor”.

Segundo Junior Salmazo, uma população doente adoece toda a cidade. “Não podemos admitir filas de cirurgias, filas e agendamentos para consulta, se está doente é pra agora, não dá pra esperar”. Esses são questionamentos que pretende debater com a nova administração “para diminuir o sofrimento de quem precisa de uma especialidade médica”.

“Um atendimento de excelência na Assistência Social, setor muitas vezes esquecido, mas que é a porta de entrada da Administração Pública, lá onde as pessoas procuram um atendimento humanitário, depende de compromisso da futura gestão e faz parte também das nossas prioridades”, completa o pré-candidato.

Segundo o pré-candidato do Democratas, o vereador também pode contribuir ajudando a buscar recursos, nas esferas estadual e federal, para aumentar a transferência de renda direto à população com políticas públicas efetivas e concretas, tanto na área da saúde, educação e assistência, mas, também, em infraestrutura como pavimentação, saneamento básico entre outros e no estímulo ao esporte para os jovens. “Tirar a juventude do ócio, evitando as drogas e a violência, incentivando ao primeiro emprego, junto com a administração do Barbosinha, é a nossa meta”, conclui.

Comentário

Paulo Luna Moreira, de 45 anos, conhecido da maioria das pessoas como ‘Paulinho do Gás’, é um comerciante estabelecido há 30 anos na região do Jardim Piratininga, na zona norte de Dourados, que agora decidiu colocar a experiência e os conhecimentos adquiridos como pré-candidato a vereador pelo Podemos.

Casado com Cristina Benites de Souza, Paulinho é pai da Beatriz e do Eduardo e milita na política desde adolescente. A primeira experiência na área foi trabalhando na equipe do vereador Dioclécio Artuzi, nos anos 90 e já em 2002 assumiu a presidência da Associação de Moradores do bairro onde reside, sempre preocupado com o bem estar das pessoas.

Paulinho do Gás desenvolveu várias ações comunitárias e, atualmente, mantém ações e projetos sociais voltadas para a área da saúde, sempre se colocando a serviço da população. Com a vasta experiência adquirida na vida comunitária, e os inúmeros trabalhos prestados, o comerciante agora pretende, por meio da atuação no Legislativo, ampliar essa área de atuação.

“Por isso, me coloco como pré-candidato a vereador e quero somar aos projetos já anunciados pelo pré-candidato a prefeito Barbosinha, por uma Dourados melhor”, afirma Paulinho.

Comentário

Alicerçado na experiência adquirida com 16 anos de atuação à frente do sistema de saúde pública e privado, e intervindo diretamente em uma das áreas mais sensíveis da Medicina, a Oncologia, o médico David Infante Vieira se coloca como a alternativa do PSB na disputa para a Prefeitura de Dourados.

Apresentado oficialmente como pré-candidato do PSB pelo presidente municipal da legenda, vereador Mauricio Lemes, na tarde desta terça-feira (7) no Douranews, Dr Davi disse que aposta na sensibilidade das pessoas para construir um modelo diferente de fazer política.

“As pessoas não querem essa disputa em torno do que é novo ou velho, de quem é da direita ou da esquerda, de quem disse que ia fazer melhor e não fez, o que o cidadão quer é um administrador que observe onde está o problema e que busque as formas de encaminhar a solução, ouvindo as pessoas”, disse o pré-candidato.

Segundo o médico, o melhor exemplo de que é possível fazer a diferença no comando da gestão é o do colega dele, o cardiologista Ricardo Ayache, à frente da Cassems no Estado e presidente do Diretório Regional do PSB. “As pessoas podem falar, o Ricardo administra com o dinheiro do servidor público, assim é fácil; mas, na gestão pública, o prefeito ou a prefeita também deve saber administrar com os recursos pagos pelo contribuinte, o cidadão, e infelizmente não é o que a gente vê acontecer”, comparou.

Dr Davi disse que está preparado para fazer a diferença no debate sobre Dourados e o que a cidade espera do próximo prefeito. Ele foi secretário de Saúde do Município no mandato interino da prefeita Délia Razuk, por 120 dias, entre novembro de 2010 e fevereiro de 2011, quando a operação da Polícia Federal afastou o ex-prefeito Ari Artuzi, o ex-vice Carlinhos Cantor e nove dos 12 vereadores da época.

“Tem coisas que não precisa inventar. Os recursos da Saúde e da Educação já vem rubricados, é só aplicar no lugar certo. Hoje, eu vejo falar aí que é preciso reavaliar a per capita (dinheiro aplicado em saúde por pessoa) de Dourados em relação a Corumbá, Três Lagoas e Campo Grande. Mas, há quanto tempo que existe essa distorção? Só agora que perceberam que está errado?”, indagou ele.

David Infante Vieira já dirigiu o Hospital Regional de Cirurgias, projeto implantado pelo governador Reinaldo Azambuja para abreviar o encaminhamento de cirurgias eletivas da macrorregião e foi candidato a suplente de senador em 2014. “Se tenho o aval de um grupo que é sinônimo de sucesso no Estado, quero ter a oportunidade de aplicar esse conhecimento na gestão pública de Dourados”, afirmou o pré-candidato do PSB.

Comentário

A rodada de pesquisas realizada pela empresa Ranking, especializada em medir os humores do eleitorado à medida que vão se delineando os nomes de eventuais pré-candidatos, aponta novo quadro de preferências para as eleições de 15 de novembro em Dourados.

Desta vez, confirmadas as desistências do deputado estadual Marçal Filho e do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, dois nomes com forte densidade eleitoral pelo partido do governador Reinaldo Azambuja, o PSDB, o nome do deputado Barbosinha, aliado do Governo no DEM do vice-governador Murilo Zauith, assume a liderança das intenções de voto.

nova pesquisa

Barbosinha desponta na sondagem estimulada da Ranking, realizada com 500 pessoas entre os dias 1 e 4 deste mês, em Dourados, com 28,60% dos votos, superior à soma de todos os demais eventuais pré-candidatos. O segundo lugar na pesquisa ficou com o deputado do MDB, Renato Câmara, com pouco mais de um terço (9,40%) das manifestações recebidas pelo líder da pesquisa. Na sondagem espontânea, mesmo já fora da disputa, o nome de Marçal Filho aparece em segundo lugar, com 8,40%; Barbosinha se mantém na frente, com 14,20%.

A pesquisa foi registrada no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) sob o número 06028/2020.

O nome da prefeita Délia Razuk (PTB), que já reafirmou em várias ocasiões que não pretende disputar um novo mandato, ainda assim é lembrado por 8,20% dos entrevistados. No quadro geral, há, no entanto, 43% dos eleitores alheios ao processo (não sabem, ou não responderam).

Confronto direto

Quando a empresa Ranking coloca os três nomes mais bem posicionados no quadro de confronto direto, o eleitor também faz a opção por Barbosinha, associado como a melhor alternativa diante do novo cenário político, com 31% das intenções de voto, seguido de Renato Câmara (14,20%) e de Délia Razuk (12,40%). Não sabem/não responderam representam 42,40%.

Rejeição

A prefeita Délia Razuk, embora bem avaliada no quesito de administração, com 22,40% entre bom/ótimo, é a menos preferida para continuar no comando da cidade; tem os mesmos 22,40% de rejeição. Atrás dela, os mais rejeitados são a vereadora Daniela Hall, com 9,20%; o farmacêutico Racib Harb, com 7,20%; Barbosinha, com 6% e Renato Câmara, com 5,20%, seguidos do professor Ênio Ribeiro, com 3,40%.

Comentário

Página 9 de 136

DESTAQUE NACIONAL

  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis