Menu
Buscarquarta, 22 de maio de 2024
(67) 99913-8196
Dourados
32°C
Educação

Egressos de Biomedicina da Unigran são aprovados em mestrados

18 janeiro 2017 - 17h14

Três egressos do curso de Biomedicina da Unigran foram aprovados em mestrados da Universidade Federal da Grande Dourados com início neste ano. Dois destes em Ciências da Saúde, Fagner Isnard Cabreira e Caroline Prando Manfre, e uma em Biologia Geral e Bioprospecção, Milena Menezes Corrêa Pederiva. Esses programas se destinam à formação de profissionais com “elevada qualificação para o exercício de atividades acadêmicas, científicas e tecnológicas nas suas áreas de concentração”.

Após seis etapas, Caroline lembra que se destacou devido à trajetória acadêmica em busca do conhecimento e com a boa qualidade do ensino superior por meio da Instituição. “O curso me deu uma boa base, foram quatro anos de oportunidades”, relata. Ela acredita que ser aprovada na pós-graduação no primeiro ano de formada se deu também graças à iniciação científica.

Essa modalidade de pesquisa igualmente foi essencial para Milena. Ela escolheu uma área focada na inovação de processos, produtos e serviços ligados à biodiversidade, para contribuir com o desenvolvimento sustentável da região e vai trabalhar com plantas medicinais. “Penso hoje que tudo o que envolvia projetos era importante, além de contar pontos no currículo”, lembra. A biomédica afirma que os professores, bem como a estrutura da Unigran, como os laboratórios, deram suporte para essa conquista. “Foram excelentes”, completa.

Kesia Esther da Silva também se formou na Instituição e trilhou o mesmo caminho do mestrado, quando foi reconhecida pelo Ministério da Saúde com o “Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS”. Ela teve o trabalho premiado devido à dissertação publicada em 2015 pela revista Journal of Clinical Microbiology. Atualmente ela é aluna do doutorado da UFGD na mesma linha.

O coordenador do curso na Unigran, Luis Fernando Benitez Macorini. menciona que é uma grande satisfação ver ex-alunos obtendo conquistas pessoais e saber que souberam aproveitar as oportunidades que tiveram. “Desde o início, o curso oferece aos acadêmicos a oportunidade de ingressarem na iniciação científica, oportunizando-os a desenvolverem o lado pesquisador do biomédico, são diversas linhas de pesquisas coordenadas por vários professores”, ressalta.